Abicada

Abicada
Mexilhoeira Grande

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"abicada","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}
{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"mexilhoeira-grande","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}
anuncio100x60.png


Abicada, terra segura de aportar fácil, localiza-se na freguesia de Mexilhoeira Grande, concelho de Portimão.

Estação romana da Quinta da Abicada

Local estratégico, sobranceiro ao mar, na confluência da ribeira do Farelo e da Senhora do Verde, escolhido para edificação de uma "villa". No século III d. C., um rico proprietário rural romano construiu aqui prosperidade fácil, assente na exploração dos amplos recursos que a natureza lhe oferecia - produtos do mar em conjugação com produtos da terra tecendo uma complementaridade com futuro decisivo. Vinho, azeite, sal e peixe, elementos futuros da economia e da gastronomia local.

Da "villa" conhece-se aparte correspondente aos aposentos femininos e masculinos e à cozinha e arrecadações. A sua planta é singular, desenvolvendo-se em torno de um átrio hexagonal. Apresenta-se sob a forma de rectângulo dividido em três corpos bem diferenciados. O corpo central é constituído por cinco compartimentos quadrangulares que se organizam a partir dos lados de um hexágono exterior no qual se define outro mais pequeno e concêntrico. A poente encontra-se outro núcleo constituído por compartimentos que comunicam entre si através de um corredor que rodeia o peristilo. Neste corpo encontra-se o "gynaeceum", espaço reservado às mulheres. A nascente distingue-se o corpo do edifício destinado a celeiros, cozinha e dependências de escravos. É no mosaico que reside a maior riqueza da Abicada, embora os motivos sejam exclusivamente geométricos apenas com algumas figurações florais estilizadas. Peltas com volutas ou em intercepção, linhas de fuso, círculos concêntricos, escudos de triângulos axadrezados, estrelas de losangos, nós de Salomão, tesselas brancas correndo paralelas aos muros, tesselas cinzentas em simetria diagonal, florzinhas azuis petróleo sobre fundo branco. Panóplia de cores calcárias realçando os contornos e avolumando as formas. Os muros são feitos de pedras ligadas por argamassa de cal e areia. Junto correm as valas, revestidas de "opus signinum", condutoras da água fresca.

Desconhece-se os limites reais da "villa", muitas pedras aguardam busca sistemática, outras dispersam-se ou amontoam-se sem nexo aparente em torno da casa. Pedras que juntas formaram muros com tantas histórias para contar. Destas histórias não podemos fazer história, simplesmente sonhar e viajar no tempo acompanhados de referências demasiado materiais para a percepção do sentir e do pensar daqueles que, de certo modo, constituem fragmentos de nós pela herança cultural que nos legaram.

A Estação romana da Quinta da Abicada, com os seus mosaicos polícromos, de motivos geométricos que constituem um dos pontos de atracção da visita a este sítio arqueológico, está classificada como Monumento Nacional.

Bibliografia

  • Um Olhar Sobre Portimão

Ligações externas

Fotografias

Galeria dos nossos visitantes
As fotografias desta secção, em todos os artigos, são colocadas pelos nossos leitores. Os créditos poderão ser observados por clicar no rodapé em files e depois em info. As imagens poderão possuir direitos reservados. Mais informações aqui.


Galeria Portuguese Eyes
As fotografias apresentadas abaixo são da autoria de Vítor Oliveira.

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"Abicada","order":"dateAddedDesc"}}

Fotografias da região

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"Mexilhoeira Grande, abicada arqueologia mexilhoeira-grande ru\u00ednas-romanas, -Abicada","order":"dateAddedDesc"}}

Mapa

Artigos relacionados

Artigos com a mesma raiz:

Artigos subordinados a este (caso existam):

Adicione abaixo os seus comentários a este artigo

Comentários

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under GNU Free Documentation License.