Amor

Amor
Leiria



{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"amor","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}
anuncio100x60.png


Amor é uma freguesia portuguesa do concelho de Leiria, com 18,13 km² de área e 4.738 habitantes (2001). Densidade: 261,3 hab/km².

A freguesia de Amor ocupa uma área de cerca de 23 km² a Oeste do concelho de Leiria confrontando a Norte com a freguesia de Monte Real, a Leste com as freguesias de Ortigosa, Regueira de Pontes e Marrazes, a Sul com a freguesia de Barosa e a Oeste com a freguesia da Marinha Grande, esta pertencente já ao concelho de Marinha Grande. Fica enquadrada de forma aproximada pelos paralelos 39º45’ e 39º48’ Norte e pelos meridianos 8º49’ e 8º53’ Oeste. As principais localidades desta freguesia são Amor, Casal dos Claros, Barreiros, Coucinheira, Casal Novo e Toco.

Toponímia

Lenda

"Foi o desvio amoroso por essa louçania de corpo delgado que deu origem à poética lenda com que se explica a toponímia da bucólica aldeia de tão sugestivo nome: aldeia de Amor - nos arredores litorâneos de Leiria. Em seus passos de Leiria a abandonada real sofria com a suspeita dos devaneios del-Rei nas furtivas saídas do baiozinho para as bandas do litoral, porventura com o pretexto de inspeccionar a enorme floresta em que pusera tão subido interesse e donde não voltava se não tardiamente e a más horas…

Ora numa noite de lua nova, regressava o enamorado do seu abrigo de amor quando, no meio da escuridão, começou a ver surgir ao longo dos caminhos, ígneos e fantásticos vulcões de fogo, lumes espectrais que misteriosamente se erguiam e desfaziam no negrume da noite, espantando o baiozinho amedrontado e o cavaleiro que vertiginosamente corria em alucinante desfilada. Quando à chegada do palácio, ainda deslumbrado pela perseguição das chamas, El-Rei desmontou da sela do cavalo cujos músculos tremiam nervosamente sob a pele crispada e alagada de suor, deparou com Santa Isabel que voltava de rezar matinas na igrejinha castelã da Senhora da Pena. E contou-lhe, assombrado ainda pela maravilha, a aparição dos fantásticos fogachos por entre cujos clarões vinha de fazer uma corrida desvairada. E logo Isabel, com um sorriso tímido na ingénua luz do seu olhar: - Senhor! Decerto seriam luzes para alumiar os vossos olhos que tão ceguinhos andam de amor…"1

História

No ano de 1630 foi desanexada da Freguesia de São Tiago do Arrabalde, abrangendo uma área que incluía a população que no Inverno, por causa das cheias não podiam vir à Freguesia de São Tiago. Cada Freguês ficou de pagar, um alqueire de trigo e um quartão de vinho ao cura. As viúvas e solteiros que tinham a administração da sua fazenda, ficaram com o encargo de meio alqueire de trigo cada.

Património

  • Igreja Matriz com a imagem quatrocentista de São Paulo
  • Capelas de São Jorge e de Nossa Senhora de Fátima

Ligações externas

Fotografias

Galeria dos nossos visitantes
As fotografias desta secção, em todos os artigos, são colocadas pelos nossos leitores. Os créditos poderão ser observados por clicar no rodapé em files e depois em info. As imagens poderão possuir direitos reservados. Mais informações aqui.

Sorry, no images found attached to this page.

Galeria Portuguese Eyes
As fotografias apresentadas abaixo são da autoria de Vítor Oliveira.

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"Amor","order":"dateAddedDesc"}}

Mapa

Artigos relacionados

Artigos subordinados a este (caso existam):

Adicione abaixo os seus comentários a este artigo

Comentários

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under GNU Free Documentation License.