Aquamuseu do Rio Minho

Aquamuseu do Rio Minho
Vila Nova de Cerveira

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"aquamuseu-do-rio-minho","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}
{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"vila-nova-de-cerveira","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}
anuncio100x60.png


O Aquamuseu do Rio Minho fica localizado em Vila Nova de Cerveira, Portugal. Foi inaugurado em 13 de Julho de 2005.

No aquamuseu está recriado todo o percurso do rio Minho, das suas espécies (estão representadas 40 vivas), das tradições e actividades que lhe estão associadas.

O conjunto de aquários, que variam entre os 1200 e os seis mil litros, estão ordenados de forma a permitirem uma viagem ao longo de todo o rio, começando pela nascente, em Lugo, (Espanha) e terminando na foz, em Caminha.

Unir a cultura e a memória colectiva de um concelho, promovendo o conhecimento científico, são objectivos do Aquamuseu de Vila Nova de Cerveira, que vai crescendo com a requalificação do parque do Castelinho, área que envolve o 'aquário' do rio Minho. O Aquamuseu é, cada vez mais, uma atracção turística de Vila Nova de Cerveira. Trata-se de um autêntico aquário que produz conhecimento sobre as 40 espécies marinhas que habitam o rio Minho e sobre a actividade ancestral da pesca. Com uma média de dois mil visitantes mensalmente, o Aquamuseu dispõe de um conjunto de aquários que simula a descida do rio Minho da nascente até à foz, de um lontrário, do museu das Pescas, de um laboratório e de uma biblioteca, promovendo ainda conferências e seminários, assim como o desenvolvimento da investigação, em conjunto com instituições científicas.

Inaugurado em 13 de Julho de 2005 e orçado em cerca de 800 mil euros, o Aquamuseu prepara-se para ver a sua zona envolvente – o Parque do Castelinho – requalificada e transformada num parque biológico e de lazer, depois de aprovada a sua candidatura no âmbito do Programa de Intervenções para a Qualificação do Turismo (PIQTUR). Segundo a autarquia, este projecto vai permitir associar a preservação do património à educação, à investigação, à valorização ambiental, à componente lúdica e ao turismo. De acordo com o presidente da Câmara de Vila Nova de Cerveira, José Manuel Carpinteira, uma das mais valias do Aquamuseu prende-se com a procura, por parte da população do Ensino Superior, para a realização de estágios, para além das visitas do público, em geral.

Espécies do rio Minho

O Aquamuseu possui mais de 40 espécies, cujo habitat está localizado na bacia hidrográfica do rio Minho, dividida entre Espanha (95 por cento) e Portugal (os restantes cinco por cento, correspondentes a 80 km entre Caminha e Melgaço). Dada a importância da pesca para o concelho e para a região, o Aquamuseu tem uma vertente museológica dedicada a essa actividade, o que levou a que se recorresse à memória colectiva dos pescadores para reunir o espólio relacionado com a pesca. De acordo com Carlos Antunes, biólogo e responsável técnico pelo Aquamuseu, o museu da pesca 'foi um processo muito moroso' uma vez que exigiu um longo trabalho de recolha de informação e de material junto dos pescadores, o que envolveu inclusivamente a compra de algum espólio.

O aquário está dividido por vários ambientes e ecossistemas, onde as espécies estão adaptadas, sendo que entre os peixes mais conhecidos do rio Minho destacam-se a lampreia, o sável, a carpa, as trutas e o meixão, espécie muito apreciada na região e que até já faz parte da gastronomia galega.

Os ambientes dos aquários estão adaptados a cada espécie de peixe, o que exige uma manutenção rigorosa por parte da equipa do Aquamuseu, que é constituída por dois biólogos, pessoal técnico para manutenção do equipamento e estagiários. Trata-se de uma pequena equipa que também tem entre as suas funções, ocuparem-se do jovem César, uma lontra que delicia os visitantes enquanto flutua num pequeno lago que é parte integrante do lontrário. O César nasceu no Jardim Zoológico de Colónia, na Alemanha, em 2004, e antes do Verão deverá receber uma companheira fêmea.

Programação

Quanto à programação, o responsável do Aquamuseu explicou que existem três áreas distintas de actuação: 'a divulgação, com exposições fixas; a parte didáctica, com as actividades escolares; e a parte técnica, em que o laboratório pode ser usado por grupos escolares, de todos os graus de ensino, também com algumas actividades externas'.

O Aquamuseu é a concretização de um projecto já pensado na década de 1980, altura em que se realçou a importância de fazer investigação no rio Minho. Só em 1999, no entanto, se começou a elaborar o projecto e em 2001 arrancou a sua execução.

Fontes de informação

Artigos relacionados com Vila Nova de Cerveira

Fotografias

Galeria dos nossos visitantes
As fotografias desta secção, em todos os artigos, são colocadas pelos nossos leitores. Os créditos poderão ser observados por clicar no rodapé em files e depois em info. As imagens poderão possuir direitos reservados. Mais informações aqui.

Sorry, we couldn't find any images attached to this page.

Galeria Portuguese Eyes
As fotografias apresentadas abaixo são da autoria de Vítor Oliveira.

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"Aquamuseu do Rio Minho","order":"dateAddedDesc"}}

Fotografias da região

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"Vila Nova de Cerveira, fluvi\u00e1rio vila-nova-de-cerveira, -Aquamuseu do Rio Minho","order":"dateAddedDesc"}}

Mapa

Adicione abaixo os seus comentários a este artigo

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under GNU Free Documentation License.