Arreciadas

Arreciadas
São Miguel do Rio Torto

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"arreciadas","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}
{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"sao-miguel-do-rio-torto","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}
anuncio100x60.png


Arreciadas é uma pequena aldeia situada num monte sobranceiro, a sul do rio Tejo, a 7 km da sede do concelho, Abrantes, na freguesia de São Miguel do Rio Torto.

História

Teve as suas origens no principio do século XIX, embora já venha referida uma como herdade num documento de um de Novembro de mil trezentos e setenta e seis: «… e out ssy ametade dhûa erdade no rosto ciade..»

Não sendo o seu primeiro nome Arreciadas, era designada por “Rostyciadas” «… do vale das donas e asy como vai dereito ao estreito pelas Rostyciadas…”. Qualquer dos étimos contém claramente uma designação de sitio elevado ou saliente (rosto).

Seguindo as evoluções, o nome da terra teve diversas alterações (no livro de registo de ordenanças 1764 surge Rociada, reportório toponímico de Portugal, vem erradamente Arreceadas, sem qualquer outro toponímico paralelo ou sequer aparentado. Eis que assim surge o nome Arreciadas.

Era constituída na sua maioria por pessoas de fracos recursos económicos, vindas de outras regiões, sendo a sua principal ocupação a agricultura. Efectivamente eram as mulheres que se dedicavam a tempo inteiro a trabalhar na terra, pois os homens iam para as carvoarias, fora da região. Nos tempos actuais, essa profissão decaiu um pouco, prevalecendo a industria e serviços (fabricas de cortiça, tijolo, fundição, etc.).

Tradições

Arreciadas é sem duvida uma aldeia de tradições, onde a alegria e boa disposição, são uma constante. Fica numa zona de transição entre as províncias da Beira Baixa e Alto Alentejo, tendo por isso recebido algumas tradições dessas regiões. Em tempos mais remotos era a chamada aldeia do colete, por ter casas somente de um lado, que também não eram muitas.

Tem como padroeira a Santa Beatriz da Silva.

Economia

Era cercada por sobreiros e oliveiras que constituíam grande parte da zona. Haviam grandes plantações de tremoços e aveia, culturas que não necessitavam de muita mão de obra e faziam parte da alimentação.

Cercada actualmente por pinheiros e eucaliptos é uma zona arborizada onde a poluição ainda não fez estragos. O ponto fulcral da aldeia designa-se por “cabeço das águias” (também chamado de guarita), local mais elevado de Arreciadas, de onde se avista toda a aldeia. Avista-se também toda a cidade de Abrantes e arredores dai se dizer que Arreciadas fica “defronte com o rosto da cidade”. Existe na aldeia o abastecimento de água, electricidade e rede de esgotos.

Foi em Arreciadas que se criou a Rádio Antena Livre.

Ligações externas

Fotografias

Galeria dos nossos visitantes
As fotografias desta secção, em todos os artigos, são colocadas pelos nossos leitores. Os créditos poderão ser observados por clicar no rodapé em files e depois em info. As imagens poderão possuir direitos reservados. Mais informações aqui.

Sorry, no images found attached to this page.

Galeria Portuguese Eyes
As fotografias apresentadas abaixo são da autoria de Vítor Oliveira.

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"Arreciadas","order":"dateAddedDesc"}}

Fotografias da região

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"S\u00e3o Miguel do Rio Torto, arreciadas s\u00e3o-miguel-do-rio-torto, -Arreciadas","order":"dateAddedDesc"}}

Mapa

Artigos relacionados

Artigos com a mesma raiz:

Artigos subordinados a este (caso existam):

Adicione abaixo os seus comentários a este artigo

Comentários

Adicionar um Novo Comentário
Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under GNU Free Documentation License.