Assafarge

Assafarge
Coimbra



{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"assafarge","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}
anuncio100x60.png


Assafarge é uma freguesia portuguesa do concelho de Coimbra, (distrito de Coimbra, província da Beira Litoral, região Centro e sub-região Baixo Mondego), com cerca de 9,73km². A sua população (2.268 habitantes em 2001) tem vindo a aumentar de ano para ano. Situada a Sul do Mondego, é uma das 31 freguesias do Concelho de Coimbra e dista cerca de 6 km desta cidade.

Descrição

Ocupa uma região acidentada de cabeços calcários cobertos de pinhal e de floresta autóctone de sobreiros que reapareceram após os incêndios de alguns anos atrás e algumas culturas variadas, sendo constituída pelas povoações de Abrunheira, Algar, Assafarge, Carvalhais de Baixo, Carvalhais de Cima, Envibora, Fontinhosa, Palheira e Vale de Cântaro. A aldeia da "Invívora" é uma aldeia já há muito abandonada que se situa a sul da freguesia.

No censo de 2001 verificou-se na Freguesia um crescimento populacional de quase 25% sendo os residentes actuais cerca de 2.500. É de salientar um acentuado espírito associativo na Freguesia como se pode verificar pelas várias Associações existentes, com carácter social, desportivo, recreativo e cultural, nomeadamente o Grupo Etnográfico Cantares e Danças de Assafarge.

Não muito longe do centro da Freguesia fica o pequeno Santuário de Santo Amaro, onde decorre no primeiro Sábado e Domingo de Agosto uma das mais concorridas romarias dos arredores de Coimbra.

Toponímia

Assafarge é nome de ressonância árabe, Assafrágea, Alçofarge e Assafargel palavra mourisca que significa marmelo ou marmeleiro. As primeiras referências à povoação remontam ao Século XII (1122) e a carta de povoamento é de 1228.

História

Tal como muitas outras povoações os fundadores de Assafarge escolheram uma colina exposta o mais possível ao sol e lá no alto ergueram o edifício sagrado, construindo aos seus pés as moradias até ao vale , protegendo para cultivo as melhores terras.

A Igreja de Assafarge é um edifício transformado ao longo dos tempos, com elementos datados entre os séculos XVI e XVII, sofrendo alterações até hoje. Antes existiria aí um outro edifício de culto mais modesto.

Mais importante que as pedra e os muros e a sua arte é sabermos quanto por ali passou a vida, no que ela tem de mais intenso, da alegria à dor. No seu interior e adro se baptizaram, casaram, rezaram, cantaram os vivos, sepultaram os mortos, para sempre ligados, formando essa centenária comunidade que faz um povo ser, ter identidade. É conhecido também que existiu numa planura transformado entre as povoações de Palheira e Algar um povoado romano de certa importância, hoje designada e inexplorada Estação Romana de São Silvestre.

Povoações

Além de Assafarge, a freguesia conta ainda com as seguintes localidades:

Património

  • Igreja Matriz de Assafarge - Assafarge
  • Capela de Nossa Senhora da Ajuda - Abrunheira
  • Capela de Nossa Senhora da Paz - Vale de Cântaro
  • Capela de São Simão - Carvalhais de Baixo
  • Capela de São Silvestre - Palheira
  • Ermida do Santo Amaro - Carvalhais de Cima
  • Capela de Nossa Senhora da Piedade - Propriedade Particular
  • Capela da Quinta da Torre - Propriedade Particular
  • Capela da Quinta da Salvação - Ruínas
  • Capela da Envíbora - Ruínas
  • Cruzeiros, em Assafarge e na Abrunheira

Fotografias

Galeria dos nossos visitantes
As fotografias desta secção, em todos os artigos, são colocadas pelos nossos leitores. Os créditos poderão ser observados por clicar no rodapé em files e depois em info. As imagens poderão possuir direitos reservados. Mais informações aqui.

Sorry, no images found attached to this page.

Galeria Portuguese Eyes
As fotografias apresentadas abaixo são da autoria de Vítor Oliveira.

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"Assafarge","order":"dateAddedDesc"}}

Mapa

Adicione abaixo os seus comentários a este artigo

Comentários

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under GNU Free Documentation License.