Bairro do Zambujal

Bairro do Zambujal
Buraca

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"bairro-do-zambujal","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}
{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"buraca","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}
anuncio100x60.png


O Bairro do Zambujal fica situado na freguesia da Buraca, concelho da Amadora.

É ocupado maioritariamente por habitações sociais mandadas edificar pelo IGAPHE, durante a década de setenta. Tem sido objecto de um programa especial de recuperação, desenvolvido a partir de um protocolo assinado entre a Câmara Municipal da Amadora e aquele Instituto.

Demografia

Compõem o agregado populacional, de harmonia com os dados oficiais, 4.650 famílias para um total de 4.679 alojamentos e 1.320 edifícios. O tecido urbano compõe-se na sua maioria por edifícios com idade inferior a 50 anos, de 2 e 3 andares, com excepção dos conjuntos de imóveis situados na Av. Camilo Castelo Branco, onde são atingidos os doze pisos.

A área urbana, maioritariamente ocupada por construções, arruamentos e equipamentos sociais, estende-se, ainda, por uma extensão de 130.000 m2 de zonas ajardinadas, espaços verdes, donde se destacam o Complexo Sócio-Desportivo, o Parque Central, a Rotunda Timor Lorosae, a Rotunda da Força Aérea, o Parque da Ribeira, entre outros.

Economia

A economia da região tem nas actividades comerciais o seu principal pólo de interesse, com mais de duas centenas de estabelecimentos nas áreas: alimentar e vestuário; Serviços diversos: ensino, saúde, recreio e cultura e acção social. O sector industrial tem pouca expressão na freguesia. De referir que a taxa de ocupação efectiva dos residentes nas diversas actividades, para o conjunto da população activa, é relativamente baixa.

Não oferece grandes dúvidas que, no domínio das comunicações e transportes, a freguesia detém uma posição quer invejável, por força da sua localização no eixo Lisboa-Sintra, quer preocupante, em virtude do volume de tráfego automóvel e de passageiros que atravessam a povoação. Se por um lado a proximidade da freguesia das modernas vias rápidas (Auto-Estrada Lisboa-Cascais A5, IC 17, IC 19 e CREL), é responsável por uma melhoria das acessibilidades, por outro aumenta as preocupações com excessos de tráfego, desgaste das redes viária e poluição. Neste capítulo, a existência de uma variada rede de transportes públicos rodoviários e do próprio caminho de ferro, são factores positivos e que de certa forma induzem um melhor nível de vida das populações. Com estes meios, alcançar o centro da capital é uma questão de 15 minutos!

Educação

No sector da educação a freguesia dispõe de três estabelecimentos do ensino básico, uma escola 2+3, para uma população estudantil na ordem dos 20%. Bem mais numerosa é a oferta, tanto pública como privada, em matéria de Ateliers dos Tempos Livres. A Junta de Freguesia assegura a gestão de dois desses estabelecimentos, o sector privado chama a si a responsabilidade pelo funcionamento de sete centros e duas escolas.

Colectividades

O movimento associativo tem para a freguesia um especial significado até porque lhe é anterior. Data de 15 de Agosto de 1958 a criação do primeiro grupo desportivo, o então “Grupo Recreativo e Desportivo do Bairro Tacha” que alterou a sua sigla, em 25/12/72, substituindo a referência “Bairro Tacha” por “Buraca”.

Com efeito, existem cerca de 20 organizações e associações culturais e desportivas na freguesia que têm alimentado o quotidiano dos cidadãos da Buraca, sobretudo após o 25 de Abril. Tanto no campo desportivo, como no sector cultural muitos têm sido aqueles que, dentro e fora dos “muros” da freguesia têm prestigiado não só a região a que pertencem, mas também ao modo de ser genuinamente português.

Património

Diz-se por vezes que a notoriedade de uma região, de um lugar se afere pelos pólos de atracção, muitas vezes de natureza turística, que apresenta. Para os cidadãos residente na Buraca constitui sinal de orgulho, ter no seu espaço a Quinta do Outeiro e a Santa Teresa oriunda do Século XVIII, finamente decorada com belos painéis de azulejos da época; e a Fonte do Chafurdo, um dos símbolos do brasão da freguesia, que se caracteriza por um pequeno poço, onde a água chega à superfície, apesar de não haver transvaso de um ribeiro.

Ligações externas

Artigos relacionados com a Buraca

Fotografias

Galeria dos nossos visitantes
As fotografias desta secção, em todos os artigos, são colocadas pelos nossos leitores. Os créditos poderão ser observados por clicar no rodapé em files e depois em info. As imagens poderão possuir direitos reservados. Mais informações aqui.

Sorry, no images found attached to this page.

Galeria Portuguese Eyes
As fotografias apresentadas abaixo são da autoria de Vítor Oliveira.

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"Bairro do Zambujal","order":"dateAddedDesc"}}

Fotografias da região

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"Buraca, amadora bairro-do-zambujal buraca, -Bairro do Zambujal","order":"dateAddedDesc"}}

Mapa

Artigos relacionados

Artigos com a mesma raiz:

Artigos subordinados a este (caso existam):

Adicione abaixo os seus comentários a este artigo

Comentários

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under GNU Free Documentation License.