Belazaima do Chão

Belazaima do Chão
Águeda



{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"belazaima-do-chao","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}
anuncio100x60.png


Belazaima do Chão é uma freguesia portuguesa do concelho de Águeda, com 20,09 km² de área e 588 habitantes (2001). Densidade: 29,3 hab/km².

Localizada na margem sueste do concelho, a freguesia de Belazaima do Chão tem como vizinhos as freguesias de Castanheira do Vouga a norte, Agadão a leste e Aguada de Cima a sudoeste e os concelhos de Mortágua a sueste e Anadia a sul. A freguesia é ribeirinha à margem esquerda do rio Agadão.

A freguesia de Belazaima do Chão situa-se no começo das fraldas da Serra do Caramulo. Faz a transição entre a zona da planície e a serra.

É a 8ª freguesia do concelho em área, a 18ª em população e a 16ª em densidade demográfica.

Lugares

  • Alvarim
  • Belazaima do Chão
  • Belazaima-a-Velha
  • Cepos
  • Corça
  • Feridouro
  • Póvoa de São Domingos
  • Póvoa de Vale do Trigo

História

Belazaima tem origens históricas muito antigas. Já existia em documentos dos princípios da nacionalidade. Nos Cêpos, um dos 8 lugares da freguesia, há vestígios que ali se viveu na época Dolménica. Em 1220, no tempo de D. Afonso II, era posse da coroa. Com a agitação da época, passou a outros senhores. Em 1485, tempo de D. João II, este deu-a à Infanta Princesa Joana (Santa Joana). Mais tarde passou para a casa de Bragança.

Contos e Lendas

Sobre a origem da palavra Belazaima há várias versões e 31 grafias diferentes do nome da terra. No entanto o povo atribui-lhe uma lenda.

Reza essa lenda que esta área pertencia a um senhor árabe que vivia para os lados do Caramulo. Tinha três filhas chamadas Zaimas que eram muito bonitas. Um dia veio visitar esse senhor um príncipe que ao olhar as raparigas disse: "Que belas Zaimas!" Daí o nome de Belazaima (a qual das três escolheu, pois parece que se apaixonou por uma delas, a lenda não diz, mas certamente terá sido por Belazaima do Chão) A lenda conta ainda que, aquando da sua morte, o dito senhor deixou de herança todas as suas terras às três filhas. A filha mais velha teve como dote as terras de Belazaima-a-Velha; a filha do meio teve as terras do monte, ou seja, Belazaima-do-Monte; as terras da planície (chão) foram dote da filha mais nova – Belazaima do Chão, ou Belazaima-a-Nova.

Uma história antiga conta que os habitantes de Belazaima-a-Velha deram autorização para a construção da Igreja em Belazaima do Chão, impondo para isso uma regra: um almoço todos os domingos em casa de qualquer um de Belazaima do Chão. Assim, os de Belazaima-a-Velha vinham todos os domingos e os de Belazaima do Chão eram obrigados a oferecerem-lhes o almoço. Como tal hábito começasse a pesar aos de Belazaima do Chão estes foram aconselhar-se a Águeda, para saberem se realmente tinham obrigação. O conselheiro disse-lhes que não. Então, desse dia em diante passaram a fechar a porta aos da terra vizinha, quando eles vinham para o tal almoço.

Património

Igreja Matriz de Belazaima do Chão (1748)

A igreja da freguesia não é de grandes dimensões e tem como padroeiro o apóstolo São Pedro, representado por uma pequena imagem de calcário. É uma reconstrução do século XVIII, revelada em alguns pontos exteriores e na maior parte do seu recheio interior. Os tectos são constituídos por várias séries de caixotões de pintura lisa no corpo da igreja, na capela-mor, pintura concheada. Os retábulos de madeira dourada, são policromos.

Resguarda as seguintes esculturas: as dos apóstolo São Pedro e São Paulo, de madeira, no altar-mor; a da Virgem do Rosário com o Menino, em altar colateral. Uma outra escultura da Virgem com o Menino, do século XV. Uma outra pequena escultura de São Brás, colorida, tem algum valor pela sua antiguidade; nesta, a falta de proporcionalidade torna disforme o rosto da criança que está ajoelhada.

No seu conjunto, a Igreja Paroquial de Belazaima merece bem uma visita por tudo quanto nos pode oferecer de original no seu interior acolhedor. No entanto, nesta freguesia podemos ainda salientar o poder de iniciativa e capacidade do povo, onde o associativismo predomina em massa.

Gimno-Desportivo do Centro de Recreio Popular de Belazaima

Actividades económicas

Belazaima do Chão fica situada a sul do concelho de Águeda, entre a freguesia de Agadão mais a este e a freguesia de Aguada de Cima mais a poente. Distingue-se de Belazaima Velha, a alguns quilómetros encravada nos contrafortes serranos, e situa-se na parte mais baixa e mais ampla, bordejando uma pequena corrente de água que se lança no rio Águeda. A freguesia conta com 90% de área florestal no seu território, tornando-se por isso, uma das actividades económicas mais importantes da freguesia.

A desertificação em algumas aldeias é um dado adquirido, onde lugares escondidos por entre montes e vales, no meio do seu interior da freguesia, de penoso acesso, têm sido progressivamente abandonadas. Assim, o lugar de Cepos ficou sem habitantes já há alguns anos, o mesmo acontecendo a Belazaima-a-Velha.

Além da floresta, as outras principais actividades económicas são: indústria e a agricultura. A nível terciário encontramos um posto de saúde, uma farmácia que abre todos os dias de manhã, um Posto de Correios, vários cafés, restaurantes e lojas; a nível do ensino tem uma escola primária e um infantário com ATL; conta ainda com um lar de terceira idade e centro de dia.

Associativismo

  • Centro Social de Belazaima (Creche/Jardim de Infância/ATL/Centro de Dia/Lar)
  • Os Serranos - Associação Etnográfica
  • APC - Associação de Protecção Civil
  • Centro de Recreio Popular de Belazaima
  • Comissão de Carnaval
  • GENTE – Grupo Etnográfico “A Nossa Terra”
  • Junta de Agricultores de Belazaima
  • Zaima TT
  • Clube de Caçadores de Belazaima
  • Comissão da Fábrica da Igreja
  • ADEPOVAT - Associação Desportiva Póvoa de Vale do Trigo
  • Rede Social de Belazaima

Ligações externas

Fotografias

Galeria dos nossos visitantes
As fotografias desta secção, em todos os artigos, são colocadas pelos nossos leitores. Os créditos poderão ser observados por clicar no rodapé em files e depois em info. As imagens poderão possuir direitos reservados. Mais informações aqui.

Sorry, we couldn't find any images attached to this page.

Galeria Portuguese Eyes
As fotografias apresentadas abaixo são da autoria de Vítor Oliveira.

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"Belazaima do Ch\u00e3o","order":"dateAddedDesc"}}

Mapa

Artigos relacionados

Artigos com a mesma raiz:

Artigos subordinados a este (caso existam):

Adicione abaixo os seus comentários a este artigo

Comentários

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under GNU Free Documentation License.