Bobadela

Bobadela
Loures

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"bobadela-loures","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}
{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"loures","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}
anuncio100x60.png

her_logo_img.jpg

A Bobadela é uma freguesia portuguesa do concelho de Loures, com 3,22 km² de área e 8.577 habitantes (2001). Densidade demográfica: 2.663,7 h/km².

Geografia

Localizada na zona oriental do concelho, a freguesia da Bobadela é banhada pelos rios Tejo (a leste) e Trancão (a sul e a oeste), sendo que este último a separa das freguesias de Unhos (a oeste) e de Sacavém (a sul e sudoeste); a norte e noroeste faz fronteira com a freguesia de São João da Talha, da qual se desmembrou.

Inclui o sítio da Bobadela, e ainda os bairros da Bela Vista, da Cortiça, da Figueira, dos Fojos, da Petrogal, dos Telefones e dos Covões.

História

Embora a freguesia da Bobadela seja de criação recente (separou-se em Agosto de 1989 da freguesia de São João da Talha), o topónimo reflecte uma origem antiga: parece provir do árabe budel, que significa «porta franca» (subentenda-se, uma porta de acesso a Lisboa, através da ponte sobre o Trancão), ou mais provavelmente do nome Abu 'Abd Allah (em árabe, «filho do servo de Deus»). També,, diz uma lenda, o nome dever-se-á ao facto de em tempos recuados ter existido aqui uma confraria com casas abobadadas. Segundo Pinho Leal, no entanto, o topónimo provém do nome árabe “aboar”, que significava dividir, delimitar. Outros autores têm ainda outras teorias. Uma delas, por exemplo, diz que o nome Bobadela vem do árabe “budel”, que significava porta larga ou porta franca. Aqui passava, com efeito, o caminho mais rápido e franco para atingir Lisboa, para quem vinha do sul do País. Esta série de versões são, no entanto, concordantes num aspecto: a antiguidade do povoamento da freguesia, que podemos fazer remontar à época pré-história.

Bobadela no Século XVI

Como forma de agradecimento, por ter sido Bobadela poupada à grave epidemia que assolou a região de Lisboa durante o reinado de D. Manuel I. Aliás, durante essa epidemia que se verificou na cidade, o monarca teve de fugir para esta freguesia, onde se manteve durante algumas semanas.

Outras quintas merecem também uma palavra: Bela Vista, hoje em ruínas; Barroca, que ainda há não muito tempo era muito próspera; Remédios, com o seu solar muito degradado; Aldeia, onde se encontra o bairro da Petrogal; Barca, ocupada por uma fábrica de cortiça. Dos templos cristãos desaparecidos, a ermida dos Anjos é um bom exemplo, pois foi demolida, existindo apenas o lajedo.

Bobadela elevada a vila

Em 25 de Agosto de 1989, correspondendo aos anseios da população e também da Sociedade Civil, Bobadela foi elevada a Freguesia, através do Decreto-Lei n.º 68/69, sendo o seu território desmembrado de São João da Talha.

Em 4 de Junho de 1997, a Assembleia da Republica elevou a povoação de Bobadela à categoria de Vila, por proposta da Junta de Freguesia. A festa nesse Verão atingiu grande brilhantismo.

Bobadela é hoje uma grande freguesia do concelho de Loures, com cerca de doze mil habitantes. A grande explosão populacional desta freguesia deu-se a partir da década de oitenta. Nessa altura, a povoação começava a oferecer as condições necessárias para viver de forma condigna, e a proximidade de Lisboa sempre ia funcionando como um factor de fixação. A criação da paróquia, em 1985, foi a consequência lógica de todo um processo que culminou com a criação da freguesia e, mais recentemente, com a sua elevação a vila.

Património

  • Lápide com bobo

Heráldica

A Bobadela usa a seguinte bandeira e brasão de armas:

Um escudo de púrpura, com cabeça de bobo de ouro e uma roda dentada de vermelho, debruada de prata, alinhadas em faixa. Em chefe, coroa mariana de ouro, entre dois ramos de oliveira de prata, frutados de negro. Contra-chefe ondado de prata e azul de cinco peças. Uma coroa mural de prata de quatro torres. Um listel branco, com a legenda de negro, em maiúsculas: «BOBADELA – LOURES». Bandeira esquartelada de amarelo e vermelho; cordões e borlas de ouro e vermelho.

Até à sua elevação a vila, a Bobadela usava o seguinte brasão:

Um escudo esquartelado: I de vermelho, cabeça de bobo de ouro; II de negro, com imagem de Nossa Senhora dos Remédios, vestida de vermelho e coroada de prata; III de negro, com oliveira arrancada de prata e folhada de verde; IV de vermelho, com roda dentada de ouro. Em contra-chefe, três faixas ondadas de azul. Uma coroa mural de prata de três torres. Um listel branco, com a legenda de negro, em maiúsculas: «FREGUESIA DE BOBADELA» (ou «BOBADELA - LOURES»). Bandeira esquartelada de amarelo e vermelho; cordões e borlas de ouro e vermelho.

Fotografias

Galeria dos nossos visitantes
As fotografias desta secção, em todos os artigos, são colocadas pelos nossos leitores. Os créditos poderão ser observados por clicar no rodapé em files e depois em info. As imagens poderão possuir direitos reservados. Mais informações aqui.

Sorry, no images found attached to this page.

Galeria Portuguese Eyes
As fotografias apresentadas abaixo são da autoria de Vítor Oliveira.

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"Bobadela","order":"dateAddedDesc"}}

Fotografias da região

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"Loures, bobadela loures, -Bobadela","order":"dateAddedDesc"}}

Mapa

Artigos relacionados

Artigos subordinados a este (caso existam):

Adicione abaixo os seus comentários a este artigo

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under GNU Free Documentation License.