Carnide

Carnide
Lisboa



{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"carnide-lisboa","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}
anuncio100x60.png


Carnide é uma freguesia portuguesa do concelho de Lisboa, com 4,02 km² de área e 21.097 habitantes (2001). Densidade: 5.251,9 hab/km².

Descrição

Localizada no extremo norte do concelho de Lisboa, Carnide é uma das maiores freguesias da cidade, em extensão e em população. Apesar de ser uma das mais antigas, só foi integrada no perímetro urbano em 1885.

Tradicionalmente rural, foi envolvida, nos últimos anos, no próprio processo de crescimento urbano da capital, de uma forma acelerada e nem sempre uniforme e correctamente programada. É, por isso, uma freguesia de contrastes – entre o velho e o novo, o antigo e o moderno, o urbano e o rural. É também um território marcado por diversidades e singularidades, com pequenas «ilhas» dispersas e desarticuladas funcional e urbanisticamente.

Verifica-se uma dinâmica ligada ao próprio crescimento populacional (é população essencialmente jovem) que se apresenta como sinal de vitalidade. As grandes questões colocam-se, hoje, nos domínios do planeamento, da habitação e da salvaguarda e valorização dos núcleos históricos, de modo a dar sentido coerente e qualificado a um espaço historicamente disperso, mas orgânico, e hoje cada vez mais retalhado e desarticulado. A dispersão é, desde logo, visível nos próprios limites administrativos da freguesia, estabelecidos na sua forma actual em 1959, antes da intensificação do seu crescimento populacional, sobretudo a partir da década de setenta. Assim, a freguesia ainda se encontra, hoje, com uma configuração administrativa, eventualmente adequada a épocas remotas, mas pouco significativa em relação ao crescimento dos últimos anos. Confinada a norte e noroeste pelos limites tradicionais do próprio concelho e a sul pela Av. General Norton de Matos (Segunda Circular), os limites orientais e ocidentais que a separam das freguesias vizinhas do Lumiar e de S. Domingos de Benfica são um tanto arbitrárias.

Marcada por sucessivas sedimentações históricas e culturais, a freguesia de Carnide tem um perfil próprio identificado no seu património e nas vivências sociais que interessa preservar e valorizar, na medida em que eles podem estruturar e referenciar a própria dimensão da imagem urbana e da vida contemporânea.

História

No século I, existiam no território que hoje forma a freguesia de Carnide, várias explorações agrícolas que garantiam o abastecimento das povoações aí existentes. No século IV começou-se a registar o primeiro aumento de população, isto devido à construção de uma nova igreja e de um hospital (Hospital da Luz, actualmente Colégio Militar). A freguesia terá sido formada em 1279. A fama de ter bons ares, levou a que se fixassem em Carnide alguns nobres, que dinamizaram a economia local. Essa tendência prolongou-se até ao século XVI, altura em que Carnide se tornou aldeia, localizada entre a Igreja da Luz e a Igreja de São Lourenço. A freguesia, no século XVIII, era constituída fundamentalmente por dois núcleos construídos, Carnide e Luz.

A Luz era, no século XVIII, um importante pólo de atracção na freguesia de Carnide. Aí, realizavam-se feiras e romarias que traziam ao local muitos visitantes durante os meses de Verão. As procissões e romarias da Nossa Senhora da Luz eram grandes acontecimentos, nos quais até a nobreza participava.

Em 1840, a freguesia de Carnide foi integrada no recém criado Concelho de Belém. Quarenta e cinco anos mais tarde, em 1885, voltou a fazer parte do Concelho de Lisboa. Durante esse período, procederam-se a obras de urbanização no Largo da Luz, e de melhoramento das vias pública da freguesia.

No final do século XIX, a contrução de duas fábricas de cerâmica no arredores das povoações, e ainda a instalação de unidades fabris em freguesias vizinhas, dinamizaram a economia e fomentaram a fixação de operários em Carnide. Onde nessa época estava a Quinta dos Inglesesinhos, uma comunidade de frades católicos irlandeses, ergue-se desde 1983 a Escola Secundária de Carnide.

No século XX, os hábitos agrícolas aliados ao êxodo rural deixaram ao abandono muitas quintas. Decorre desse facto o início da urbanização intensa na zona. Carnide sempre fora uma freguesia onde a aristocracia estava misturada como as camadas sociais mais desfavorecidas, porém, a crescente urbanização fez com que os mais abastados se movessem para outros locais. Actualmente Carnide tem zonas mais antigas e zonas mais modernas. Existem na freguesia dois bairros sociais, o Bairro Padre Cruz e o Bairro da Horta Nova.

Património

  • Núcleo histórico do Colégio Militar ou antigo Hospital da Luz ou Palácio dos Condes de Mesquitela
  • Convento de Santa Teresa de Jesus de Carnide
  • Zona antiga de Carnide
  • Quinta do Bom Nome ou Quinta do Sarmento ou Quinta das Mercês
  • Igreja de Nossa Senhora da Luz (Carnide)
  • Igreja de São Lourenço de Carnide

Ligações externas

Fotografias

Galeria dos nossos visitantes
As fotografias desta secção, em todos os artigos, são colocadas pelos nossos leitores. Os créditos poderão ser observados por clicar no rodapé em files e depois em info. As imagens poderão possuir direitos reservados. Mais informações aqui.

Sorry, no images found attached to this page.

Galeria Portuguese Eyes
As fotografias apresentadas abaixo são da autoria de Vítor Oliveira.

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"Carnide","order":"dateAddedDesc"}}

Mapa

Artigos relacionados

Artigos subordinados a este (caso existam):

Adicione abaixo os seus comentários a este artigo

Comentários

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under GNU Free Documentation License.