Casa dos pais e avós de Camões

Casa dos pais e avós de Camões
Vilar de Nantes

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"casa-dos-pais-e-avos-de-camoes","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}
{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"vilar-de-nantes","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}
anuncio100x60.png


Desconhece-se a data e o local onde terá nascido Camões. Admite-se que nasceu entre 1517 e 1525. A sua família é de origem galega que se fixou em Vilar de Nantes, freguesia do concelho de Chaves e mais tarde terá ido para Coimbra e para Lisboa, lugares que reivindicam ser o local de seu nascimento.

Parece estar provado que a família de Camões era sem dúvida a mesma que construiu e habitou a casa de Vilar de Nantes. É provável até que o poeta tenha passado algumas temporadas aí, bebendo a água da serra, ouvindo os pardais nos carvalhais, debaixo de uma cerejeira enquanto compunha um soneto de amor.

Pois a casa, embora pequena para os nossos olhos actuais, habituados a edifícios enormes repletos de pequenas caixas onde vivemos entalados entre os móveis, era, há quatrocentos anos atrás, bastante confortável. Visitem-se as aldeias em redor e deite-se uma olhada às casas de granito com pouco mais de cinquenta anos que as constituem: pequenas, de uma a duas divisões e o curral por baixo onde conviviam os porcos, a burra e uma ou duas cabras leiteiras.

A casa dos Camões, a quem a visitar, mostra uma data na ombreira da porta principal: 1574. Não se sabe se é a data de construção, se é a data de restauração. Propomos a segunda hipótese, uma vez que era costume entre fidalgos (e os Camões eram gente fidalga) a reconstrução das habitações quando aumentava a família ou quando a casa estava em vias de ruir. A casa tem o rés-do-chão e o primeiro andar. No rés-do-chão guardavam-se as cavalgaduras, os porcos e as cabras. Para isso não faltava espaço. No primeiro andar temos uma varanda com o desenho típico da região e umas quantas divisões separadas por tabiques de madeira e gesso. Havia ainda uma outra parte da casa, e que ruiu recentemente, que tinha mais algumas divisões, provavelmente quartos de dormir em cima e em baixo a tulha do cereal.

Alguns perguntar-se-ão como poderia uma família de gente fidalga viver numa casa assim. E a resposta já foi dada acima: as casa dos nossos avós, onde ainda hoje vivem, não são melhores. São, aliás, muito mais pequenas e menos confortáveis.

Ligações externas

Fotografias

Galeria dos nossos visitantes
As fotografias desta secção, em todos os artigos, são colocadas pelos nossos leitores. Os créditos poderão ser observados por clicar no rodapé em files e depois em info. As imagens poderão possuir direitos reservados. Mais informações aqui.

Sorry, no images found attached to this page.

Galeria Portuguese Eyes
As fotografias apresentadas abaixo são da autoria de Vítor Oliveira.

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"Casa dos pais e av\u00f3s de Cam\u00f5es","order":"dateAddedDesc"}}

Fotografias da região

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"Vilar de Nantes, cam\u00f5es casa chaves vilar-de-nantes, -Casa dos pais e av\u00f3s de Cam\u00f5es","order":"dateAddedDesc"}}

Mapa

Artigos relacionados

Artigos com a mesma raiz:

Artigos subordinados a este (caso existam):

Adicione abaixo os seus comentários a este artigo

Comentários

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under GNU Free Documentation License.