Castro Daire

Castro Daire
Sub-região Dão-Lafões



{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"castro-daire","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}

Foto de Vítor Oliveira

Lista de Municípios Portugueses

anuncio100x60.png


Castro Daire (antigamente, também se verificava a grafia Castro D'Aire) é uma vila portuguesa no Distrito de Viseu, região Centro e sub-região Dão-Lafões, com cerca de 4.600 habitantes.

É sede de um município com 376,25 km² de área e 16 732 habitantes (2006), subdividido em 22 freguesias. O município é limitado a norte pelos municípios de Cinfães, Resende, Lamego e Tarouca, a leste por Vila Nova de Paiva, a sul por Viseu, a sudoeste por São Pedro do Sul e a oeste por Arouca.

Freguesias

As freguesias de Castro Daire são as seguintes:

Economia

O concelho é termos económicos pouco desenvolvido, com um fraco poder de compra (apenas 45,5% da média nacional) e com um tecido empresarial débil, com um baixo nível de escolaridade (quer dos patrões quer dos colaboradores). Este quadro é explicado pela crescente desertificação da região e pelo envelhecimento da população.

Destaca-se ainda um grande sector primário (21,8% da população activa em 2001), fruto da prevalência da agricultura de sobrevivência praticada pela população mais idosa. No sector secundário destaque para a industria da madeira e mobiliário (concentrada sobretudo na freguesia de Castro Daire), das extracção de rochas ornamentais sobretudo granito (concentrado na aldeia de Lamas da Freguesia de Mões) e de padarias (estas espalhadas por todo o território do concelho). Estas indústrias são de pequenas dimensões, com um nível tecnológico baixo, viradas mais para a exploração de recursos naturais e venda para as regiões litorais ou exterior e de natureza familiar(cuja gestão está centrada no seu fundador dependendo muito das suas capacidades de gestão). Nos serviços destaque para os serviços públicos e sociais (principal empregador da população jovem), pequeno comércio (de destacar o Intermarché e a restauração), serviços (estúdios de fotografia, serviços de reparação de electrodomésticos,oficinas e stands de automóveis),o turismo (de referir as Termas do Carvalhal, o Hotel do Montemuro e a Casa de Turismo de Fareja) e a construção civil (provavelmente o maior empregador).

De referir que o desemprego é elevado (muito próximo dos 10%), afectando sobretudo a população feminina o que leva a uma baixa taxa actividade (próxima de 35%). Face a este quadro, a produtividade é baixa e, consequentemente, os rendimentos são em média baixos. Nos últimos anos foi instalado um parque industrial na Ouvida, com um relativo desenvolvimento mas muito dependente dos subsídios do Estado e da União Europeia. Há também a intenção de apostar no turismo.

Ligações externas

Fotografias

Galeria dos nossos visitantes
As fotografias desta secção, em todos os artigos, são colocadas pelos nossos leitores. Os créditos poderão ser observados por clicar no rodapé em files e depois em info. As imagens poderão possuir direitos reservados. Mais informações aqui.

Sorry, no images found attached to this page.

Galeria Portuguese Eyes
As fotografias apresentadas abaixo são da autoria de Vítor Oliveira.

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"Castro Daire","order":"dateAddedDesc"}}

Mapa

Adicione abaixo os seus comentários a este artigo

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under GNU Free Documentation License.