Erra

Erra
Coruche



{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"erra","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}
anuncio100x60.png

pt-ccher1.gif

A vila Nova da Erra é uma aldeia tradicional, de marcada arquitectura popular, situada entre a charneca e a planície do Sorraia, habitada desde época pré- histórica, sendo prova disso a Estação Arqueológica do Pé d'Erra, marco importante de uma ocupação remota naquelas paragens.

Situada num alto, a cerca de 8 km da sede do concelho, a vila de Coruche, a Erra foi elevada a vila por D.Fernando em 18 de Setembro de 1375, e a 13 de Setembro de 1380 o mesmo rei dá-lhe o estatuto de concelho.
Em 1514, el-rei D.Manuel I concedeu-lhe foral. Consta que no séc. XVIII possuía um Convento, duas Igrejas, Hospital, Misericórdia, Juiz, Câmara e Cadeia.

Em 1984 readquiriu o estatuto e freguesia, cuja área é de 52,9 Km2, com cerca de 1.350 habitantes.

Consta-se que o nome desta terra era Vila Nova, mas quando D. Afonso Henriques se dirigia com as suas tropas para conquistar Santarém enganou-se no caminho e veio parar à Erra. Perguntou então, a um dos seus habitantes, como se chamava aquela localidade.
Disseram-lhe que se chamava Vila Nova. Então, D. Afonso Henriques ordenou que se chamasse Vila Nova do Erro. Com o passar dos tempos alterou-se o nome para Vila Nova da Erra ou, simplesmente, Erra.

A Vila da Erra foi tomada aos mouros por D. Afonso Henrriques em 1165.
A Erra foi uma povoação muito importante fundada pelos romanos.
O padre Gaspar Barreuros, no seu livro «Corografia», editado em 1560, revela que a Erra teve assento o Aritium Praetorium onde residia o governador romano provincial e onde tinha o seu tribunal para julgamento; facto é que aqui se têm encontrado lápides funerárias e moedas romanas.
A Erra tornou- se vila em 18 de Setembro de 1375. Até aí pertenceu ao concelho de Coruche, mas nesse mesmo ano D. Fernando criou a vila da Erra.
Coruche não aceitava o novo concelho por causa dos limites da água de regadio e dos cortes de madeira devido a D. João I que, em 1425, traçou limites definidos do concelho. Contudo o rei intreferiu e confirmou que a Erra era concelho.
A Erra teve o seu Foral em 10 de Julho de 1514, dado por D. Manuel I, e deve ter atingido o seu período de engrandecimento nos princípips do século XVI.
Na Erra havia Câmara, Juiz ordinário, cadeia, forca, hospital (propiedade da Misericórdia e a de São Caetano. Em 1823 - 24 ainda existia a Câmara, como prova um Livro de Actas que se encontra no Arquivo Municipal de Coruche. era formada por dois juizes, três vereadores e um procurador, eleitos de três em três anos. O hospital ficava em frente da cadeia, da qual ainda existem ruínas.

Fotografias

Galeria dos nossos visitantes
As fotografias desta secção, em todos os artigos, são colocadas pelos nossos leitores. Os créditos poderão ser observados por clicar no rodapé em files e depois em info. As imagens poderão possuir direitos reservados. Mais informações aqui.

Sorry, we couldn't find any images attached to this page.

Galeria Portuguese Eyes
As fotografias apresentadas abaixo são da autoria de Vítor Oliveira.

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"Erra","order":"dateAddedDesc"}}

Mapa

Artigos relacionados

Artigos com a mesma raiz:

Artigos subordinados a este (caso existam):

Adicione abaixo os seus comentários a este artigo

Comentários

Adicionar um Novo Comentário
Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under GNU Free Documentation License.