Espinheiro

Espinheiro
Alcanena



{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"espinheiro","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}
anuncio100x60.png


Espinheiro é uma freguesia portuguesa do concelho de Alcanena, com 9,83 km² de área e 652 habitantes (2001). Densidade: 66,3 hab/km².

Actividade Económica

É uma freguesia profundamente rural, a agricultura é, ainda hoje, uma presença forte e incontornável na vivência das suas gentes. Esta freguesia é também complementada com actividades de outro tipo, como sejam as serrações de madeira, pinho e eucalipto e ainda o pequeno comércio.

História

No extremo sudoeste do Concelho de Alcanena situa-se a Freguesia do Espinheiro, criada a 23 de Março de 1928. Se as suas primeiras notícias históricas datam do séc. XVIII, pela pena de Simão de Lemos, as suas lendas recuam até à fundação da Nacionalidade, pois por estas florestas teria D. Afonso Henriques recolhido a madeira que utilizou para as escadas de assalto ao Castelo de Santarém e, no sítio do Carrapato, teriam acampado as suas tropas.

É precisamente nas tradições do Espinheiro, mantidas e cultivadas pela sua população, que encontramos algumas das maiores riquezas culturais da aldeia. A existência, em tempos, de um rancho folclórico, agente de recolha e preservação das seculares tradições da etnografia local; um grupo de Jogo do Pau, centro das atenções na Romaria anual em louvor de S. Brás do Prado e preservador de um dos mais característicos jogos populares portugueses, com especificidades únicas e típicas no Espinheiro, são elementos fundamentais de identidade cultural e factor de orgulho e coesão da população.

O calendário anual dos festejos desta freguesia é enriquecido com várias manifestações populares, herdeiras também das antiquíssimas ocasiões de convivência social, de espírito pagão e religioso. Temos, nestes casos, o jogo de “Malhão do Gaio”, as Maias ou a lenda de Nossa Senhora da Encarnação e o vinho oferecido ao povo da freguesia durante as festas populares de Nossa Senhora da Encarnação, em Dezembro. É neste contexto de dinamização popular e de extraordinária riqueza cultural, que o Espinheiro herdou da roda do tempo, que nos apercebemos da personalidade e da identidade da aldeia, na sua relação com o meio e no orgulho das suas gentes nas suas valiosas tradições.

Gastronomia

  • Cachola de porco
  • Chouriço caseiro
  • Pão caseiro
  • Arroz doce
  • Bolos de noiva

Ligações externas

Fotografias

Galeria dos nossos visitantes
As fotografias desta secção, em todos os artigos, são colocadas pelos nossos leitores. Os créditos poderão ser observados por clicar no rodapé em files e depois em info. As imagens poderão possuir direitos reservados. Mais informações aqui.

Sorry, we couldn't find any images attached to this page.

Galeria Portuguese Eyes
As fotografias apresentadas abaixo são da autoria de Vítor Oliveira.

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"Espinheiro","order":"dateAddedDesc"}}

Mapa

Artigos relacionados

Artigos subordinados a este (caso existam):

Adicione abaixo os seus comentários a este artigo

Comentários

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under GNU Free Documentation License.