Ferreira do Zêzere

Ferreira do Zêzere
Sub-região Médio Tejo



{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"ferreira-do-zezere","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}

Foto de Vítor Oliveira

Lista de Municípios Portugueses

anuncio100x60.png


Ferreira do Zêzere é uma vila portuguesa pertencente ao Distrito de Santarém, região Centro e sub-região Médio Tejo, com cerca de 2.200 habitantes. Pertencia ainda à antiga província do Ribatejo, hoje porém sem qualquer significado político-administrativo.

É sede de um município com 184,28 km² de área e 9.233 habitantes (2006), subdividido em 9 freguesias. O município é limitado a norte pelo município de Figueiró dos Vinhos, a nordeste pela Sertã, a leste por Vila de Rei, a sul por Tomar, a oeste por Ourém e a noroeste por Alvaiázere.

No extremo norte do Ribatejo, encontramos o Concelho de Ferreira do Zêzere que está integrado na Região de Turismo dos Templários (Floresta Central e Albufeiras), localizando-se a cerca de 160Km a norte de Lisboa e a 180Km a sul do Porto, bem no centro de Portugal.

Para chegar a Ferreira do Zêzere vindo de Lisboa, deve usar a A1 saindo no nó de Torres Novas para a A23, depois a saída para Tomar apanhando o IC3 em direcção a Coimbra até encontrar a saída para Ferreira do Zêzere (variante N238). A partir daqui até à vila são cerca de 5Km. Vindo do Porto, deve circular na A1 para sair em Condeixa apanhando o IC3 no sentido Tomar. Sai-se para a localidade de Cabaços e dentro desta seguir destino na estrada que irá conduzir a Ferreira do Zêzere.

Freguesias

Toponímia

No início do século XIII, Pedro Ferreiro, besteiro de D. Sancho, a quem este doara parte da área actual deste município, atribui foral a então denominada Vila Ferreiro. Dada a proximidade do rio Zêzere, já em tempo da monarquia liberal, a vila vem chamar-se Ferreira do Zêzere.

História

Em 1159, D. Afonso Henriques doa à Ordem dos Templários o termo de Cêras, que inclui cerca de metade da área do concelho. Assim pela primeira vez, é feita referência às terras de riba-Zêzere na documentação de doação. Em 1190, D. Sancho e sua mulher doam a sua herdade de Vale de Orjais a Pedro Ferreiro, um besteiro do rei, como recompensa pela sua bravura contra os mouros na defesa de Montemor-o-Novo. Trinta e dois anos mais tarde, é atribuído foral a Vila Ferreiro por Pedro Ferreiro e Maria Vasques. A partir de 1306 passa a pertencer aos Templários. Em 1319 transita para a Ordem de Cristo, dividida em diversas comendas (células administrativas concedidas a eclesiásticos e cavaleiros de ordens militares). D. Nuno Rodrigues, mestre desta ordem, coloca a primeira pedra para construção dos Paços de Ferreira do Zêzere em 1362.

Corre o ano de 1517, quando as populações se recusam a prestar juramento em Vila de Rei e o Rei D. Miguel termina o conflito, decidindo que Ferreira do Zêzere tenha forca e pelourinho próprios. Mais tarde, em 1531, D. João III torna-a vila.

Durante o século XVI este local conhece inúmeros lugarejos devido à forte dispersão de localidades. Ao longo dos tempos é alvo de grandes impasses no seu desenvolvimento, tais como a peste e as invasões francesas. A configuração do actual concelho é delimitada em 1836 pela reforma administrativa de Rodrigo da Fonseca Magalhães, entre 1940 e 1950.

Personalidades

Ferreira do Zêzere foi berço de muitas personalidades que se destacaram em Portugal e no Estrangeiro. Vultos da cultura como Rodrigo Leal Rodrigues, Ivone Silva ou António Baião foram os expoentes de um conjunto de notáveis que por nascimento se encontram associados a este Concelho. Por outro lado Alfredo Keil, autor da "Portuguesa" passou aqui largas temporadas e foi nestas paragens que escreveu a ópera Serrana, a orquestração da Portuguesa e onde igualmente se inspirou para centenas de quadros que se encontram hoje nas mais reputadas colecções e nos mais credenciados museus da Europa. Igualmente relevante é o trabalho desenvolvido nos últimos anos pelo investigador Dr. Paulo Alcobia Neves de cujas pesquisas históricas, genealógicas e iconográficas resultaram cumulativamente à obra monográfica do Dr. António Baião os mais importantes estudos dedicados a este concelho.

Ligações externas

Fotografias

Galeria dos nossos visitantes
As fotografias desta secção, em todos os artigos, são colocadas pelos nossos leitores. Os créditos poderão ser observados por clicar no rodapé em files e depois em info. As imagens poderão possuir direitos reservados. Mais informações aqui.

Sorry, we couldn't find any images attached to this page.

Galeria Portuguese Eyes
As fotografias apresentadas abaixo são da autoria de Vítor Oliveira.

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"Ferreira do Z\u00eazere","order":"dateAddedDesc"}}

Mapa

Adicione abaixo os seus comentários a este artigo

Comentários

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under GNU Free Documentation License.