Fontão

Fontão
Loriga

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"fontao","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}
{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"loriga","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}
anuncio100x60.png


Como que escondida no meio das serras, a cerca de 8 quilómetros de Loriga fica situada a pitoresca aldeia do Fontão. Desde sempre foi uma localidade anexa à Vila de Loriga, nas memórias desta localidade escritas em 1755, pelo Vigário João Roiz Ribeiro, em que já era feita referência ao casal do Fontão.

O visitante chegando a esta pequena terra, onde as casas construídas de xisto dão um panorama diferente, pensa ter chegado a um mundo onde a natureza é a rainha e onde o silêncio apenas parece ser interrompido pelas águas cristalinas que deslizam pelos campos e riachos, nos fazendo sentir uma certa paz de espírito. Tal cenário faz esquecer o progresso e que, para lá dos montes altos, existe outro mundo, outra vida.

A sua população vive essencialmente da agricultura e da pastorícia, tendo ainda na comercialização da resina e na apicultura um meio de actividade e subsistência. Através dos tempos, no entanto, foi relegada para segundo plano devido ao escasso número de habitantes que diminui a cada ano que passa.

No tempos actuais, o Fontão de Loriga, é bem o exemplo da desertificação e envelhecimento da população com as quais se vai debatendo o interior do país. O movimento demográfico é sentido na sistemática diminuição da sua população que, comparativamente com as décadas de 40 e 50, em que havia mais de quatro dezenas de crianças na escola local, hoje não existe uma única estando, por esse motivo, a escola fechada. Em 1999, a população residente no Fontão era apenas de 11 pessoas.

Anualmente é realizada a Festa em Honra de Nossa Senhora da Ajuda, uma festa com tradição, presentemente levada a efeito no segundo Domingo de Agosto, sendo então muitos os ausentes a visitar a sua terra.

O local conhecido pelo "Bardo dos Lobos" muito perto da Malhada é, sem dúvida, um dos lugares mais panorâmicos, onde se pode vislumbrar não só o Fontão de Loriga como outras paisagens serranas.

Bibliografia

  • Monografia da vila e concelho de Seia, publicado em 1982

Fotografias

Galeria dos nossos visitantes
As fotografias desta secção, em todos os artigos, são colocadas pelos nossos leitores. Os créditos poderão ser observados por clicar no rodapé em files e depois em info. As imagens poderão possuir direitos reservados. Mais informações aqui.


Galeria Portuguese Eyes
As fotografias apresentadas abaixo são da autoria de Vítor Oliveira.

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"Font\u00e3o","order":"dateAddedDesc"}}

Fotografias da região

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"Loriga, font\u00e3o loriga, -Font\u00e3o","order":"dateAddedDesc"}}

Mapa

Adicione abaixo os seus comentários a este artigo

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under GNU Free Documentation License.