Gondar

Gondar
Caminha



{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"gondar-caminha","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}
anuncio100x60.png


Gondar é uma freguesia portuguesa do concelho de Caminha, com 5,35 km² de área e 241 habitantes (2001). Densidade: 45,0 hab/km². No final de 2003 a freguesia possuía 223 eleitores inscritos.

Caracterização

Localiza-se no Vale do Âncora a 12 km da Vila de Caminha e a cerca de 13 km de Vila Praia de Âncora. Faz limites com as freguesias de Azevedo, Dem, Orbacém e Riba de Âncora. O solo de Gondar apresenta características de grande riqueza mineral. Assim pela sua zona ribeirinha (rio Juncal, o regato da Porreira) foram no passado explorados minérios de valor inquestionável, principalmente o volfrâmio e o estanho. Abriram-se minas, de forma a rentabilizar estas extracções e Gondar conheceu algum progresso nessa ocasião. Nos tempos mais actuais Gondar apresenta uma característica ainda rural que a par das belezas ribeirinhas, das vistas panorâmicas observadas do Alto do Monte da Senhora da Serra, as quais abrangem todo o Vale do Minho e do Coura possibilitam condições de vida ambiental de valor acrescido.

História

É mencionada nas Inquirições de 1258 conforme se verifica no livro “Inventário Colectivo dos Arquivos Paroquiais vol. II Norte Arquivos Nacionais/Torre do Tombo” que transcrevemos na integra:

“O seu padroado pertencia ao bispo de Tui, como se depreende da lista das igrejas da diocese tudense em território português, elaborada entre 1258 e 1259. Em 1320, como se indica na lista que o rei D. Dinis mandou elaborar para apuramento de taxas das freguesias da diocese de Tui, coube-lhe a quantia de 50 libras. Na avaliação dos benefícios da comarca de Valença, Gondar rendia 15 mil réis.

Foi vigairaria da apresentação “ad nutum” do convento de Tibães e depois do convento de São Bento de Coimbra. Em 1839 pertencia à comarca de Monção e, em 1852, à de Viana do Castelo».

Economia

Agricultura, pecuária e pequeno comércio.

Tradições festivas

As tradições religiosas são em honra da Senhora do Rosário, Santíssimo Sacramento, realizada em Julho e da Senhora da Agonia, realizada em Agosto.

Património

Destaque a nível patrimonial para a Igreja Paroquial, cuja traça é da primeira metade do século XVIII, o cruzeiro, as capelas da Senhora da Agonia e da Senhora da Aparecida, vários moinhos e engenhos a se estenderem ao longo do rio Juncal e do regato da Porreira.

Artesanato

O artesanato está assegurado pela de tecelagem de linho, desde a sua cultura do Linho e todo o processo de beneficiamento. Os bordados “à lavradeira” merecem destaque nesta área artesanal.

Gastronomia

Enchidos de porco

Colectividades

No campo cultural o Rancho Folclórico de Gondar é uma referência da freguesia. No campo das colectividades, a GARCEA – Gondarense Associação Recreativa Cultural Estudantil Agrícola anima a população da Freguesia, em particular os mais jovens.

Bibliografia

  • Caminha e seu Concelho
  • Inventário Colectivo dos Arquivos Paroquiais vol. II Norte Arquivos Nacionais/Torre do Tombo
  • Freguesias e Autarcas do Século XXI

Ligações externas

Fotografias

Galeria dos nossos visitantes
As fotografias desta secção, em todos os artigos, são colocadas pelos nossos leitores. Os créditos poderão ser observados por clicar no rodapé em files e depois em info. As imagens poderão possuir direitos reservados. Mais informações aqui.

Sorry, we couldn't find any images attached to this page.

Galeria Portuguese Eyes
As fotografias apresentadas abaixo são da autoria de Vítor Oliveira.

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"Gondar","order":"dateAddedDesc"}}

Mapa

Adicione abaixo os seus comentários a este artigo

Comentários

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under GNU Free Documentation License.