Gondar

Gondar
Vila Nova de Cerveira



{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"gondar-vila-nova-de-cerveira","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}
anuncio100x60.png


Gondar é uma freguesia portuguesa do concelho de Vila Nova de Cerveira, com 3,68 km² de área e 154 habitantes (2001). Densidade: 41,8 hab/km².

Situado a cerca de dez quilómetros da sede do Concelho de Vila Nova de Cerveira, o núcleo urbano de Gondar localiza-se, quase todo, num lindíssimo vale o que a torna muito procurada por pessoas oriundas de outras localidades do país e do estrangeiro. Os seus limites estão estabelecidos com as seguintes freguesias: a norte a Freguesia de Candemil, a sul as Freguesias de Covas e Mentrestido, a nascente as Freguesias de Sapardos e Mentrestido e a poente a Freguesia de Covas.

História

A respeito da história desta freguesia, no livro "Inventário Colectivo dos Arquivos Paroquiais vol. II Norte Arquivos Nacionais/Torre do Tombo" refere-se que, em 1258, é citada na lista das igrejas, situadas no território de Entre Lima e Minho, que pertenciam ao bispado de Tui. Neste documento, cujo original se encontra na Torre do Tombo, denomina-se "Gundar".

Em 1320, aparece enquadrada no arcediagado de Cerveira, como uma das igrejas do bispado de Tui no território de Entre Lima e Minho. Nesse ano, foi-lhe aplicada uma taxa a pagar, ao rei D. Dinis, de 30 libras.

Em 1546, Santa Eulália de Gondar estava integrada na Terra de Vila Nova de Cerveira e comarca eclesiástica de Valença, rendendo 13 mil réis.

O Censual de D. Frei Baltasar Limpo, na cópia de 1580 utilizada pelo Padre Avelino Jesus da Costa na elaboração do seu livro "A Comarca Eclesiástica de Valença do Minho", refere que, nesta época, "Santa Eulália de Gondar" pertencia à terra de Vila Nova de Cerveira, da colação do arcebispo. Segundo Américo Costa, foi vigairaria da apresentação do mosteiro de São Bento de Viana do Castelo.

Em 1839, pertencia à comarca de Monção, aparecendo, em 1852, na de Valença. Por força do decreto de 12 de Julho de 1895, foi suprimido o concelho de Vila Nova de Cerveira, sendo Gondar anexada ao de Valença. Em 1898, por decreto de 13 de Janeiro, o concelho de Vila Nova de Cerveira foi restaurado. Santa Eulália de Gondar volta a pertencer-lhe, em 1927, por força do decreto 13917, de 9 de Julho.

Ainda a respeito do passado de Gondar, sabe-se que junto à Igreja Paroquial foram, outrora, encontrados fragmentos de tégulas (espécie de telhas), cerâmicas romanas e também sarcófagos, o que vem provar a antiguidade desta freguesia.

Heráldica

Brasão

Escudo de verde, faixa ondada de prata e azul de três tiras, acompanhada em chefe de dois cachos de uvas de ouro, folhados de prata e, em ponta, de uma roda de azenha de prata, realçada de negro. Coroa mural de prata de três torres. Listel branco, com a legenda a negro: "GONDAR - VILA NOVA de CERVEIRA".

Bandeira

Amarela. Cordão e borlas de ouro e verde. Haste e lança de ouro.

Selo

Nos termos da Lei, com a legenda: "Junta de Freguesia de Gondar - Vila Nova de Cerveira".

Bibliografia

  • Inventário Colectivo dos registros Paroquiais Vol. 2 Norte Arquivos Nacionais /Torre do Tombo

Ligações externas

Fotografias

Galeria dos nossos visitantes
As fotografias desta secção, em todos os artigos, são colocadas pelos nossos leitores. Os créditos poderão ser observados por clicar no rodapé em files e depois em info. As imagens poderão possuir direitos reservados. Mais informações aqui.

Sorry, no images found attached to this page.

Galeria Portuguese Eyes
As fotografias apresentadas abaixo são da autoria de Vítor Oliveira.

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"Gondar","order":"dateAddedDesc"}}

Mapa

Artigos relacionados

Artigos subordinados a este (caso existam):

Adicione abaixo os seus comentários a este artigo

Comentários

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under GNU Free Documentation License.