Clube Recreio e Instrução

Clube Recreio e Instrução
Alhos Vedros

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"grupo-recreio-e-instrucao","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}
{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"alhos-vedros","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}
anuncio100x60.png


O Clube Recreio e Instrução é uma instituição da vila de Alhos Vedros, concelho da Moita. Foi fundado no dia 8 de Agosto de 1915.

Objectivo

A instituição foi criada para proporcionar aos sócios, jogos autorizados por lei e quaisquer outros divertimentos. Os seus objectivos iniciais incluíam os seguintes fins:

"Propagar a instrução literária e musical por meio de saraus musicais e dramáticos, conferências literárias e científicas. A instrução literária será ministrada por uma escola no clube e por ele subsidiada, que será frequentada pelos sócios, filhos, irmão e órfãos"

História

A primeira sede do Clube Recreio e Instrução de que há memória foi uma edificação no que hoje é a Rua Arnaldo Cortiço e que na altura se terá chamado Rua do Castelo. Seguidamente o CRI passou para a Rua Cândido dos Reis, onde está actualmente. A quota mensal era de $10 (10 tostões).

Ao longo das três décadas seguintes à sua fundação, o CRI desenvolveu uma obra importante em prol da instrução, recreio e cultura da população de Alhos Vedros. Possuiu uma escola de esperanto, dinamizada pela família Paula. Aníbal Paula, homem culto apesar de ter apenas a 4ª classe, ensinou história, inglês e francês. A polícia política, através de denúncia, prendeu-o e acabou com a sua actividade de ensinar.

Funcionou também uma notável biblioteca e ainda uma escola onde era ministrada a instrução escolar.

Jornal Oriente

Uma das referências culturais do Clube é o “Oriente”, jornal que começou a ser editado em 1922, dirigido por Crisóstomo Sales Grade, e do qual saíram apenas 12 edições. Pelo seu conteúdo, o “Oriente”, apresenta-se hoje como um documento fundamental à análise da vida social da época. O jornal, quinzenário, do qual saíram apenas doze números, era vendido a $15 (quinze tostões).

Em 1999 a Direcção do CRI ressuscita o “Oriente”, em formato revista, dirigido por Fernando Pires. Em poucos meses de edição o novo “Oriente” captou a atenção da população alhosvedrense, que volta a descobrir a paixão pelo Clube.

Bibliografia

  • Monografia do Movimento Associativo do Município da Moita II

Fonte de informação

Ligações externas

Artigos relacionados com Alhos Vedros

Fotografias

Galeria dos nossos visitantes
As fotografias desta secção, em todos os artigos, são colocadas pelos nossos leitores. Os créditos poderão ser observados por clicar no rodapé em files e depois em info. As imagens poderão possuir direitos reservados. Mais informações aqui.

Sorry, no images found attached to this page.

Galeria Portuguese Eyes
As fotografias apresentadas abaixo são da autoria de Vítor Oliveira.

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"Clube Recreio e Instru\u00e7\u00e3o","order":"dateAddedDesc"}}

Fotografias da região

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"Alhos Vedros, alhos-vedros clube-cultural, -Clube Recreio e Instru\u00e7\u00e3o","order":"dateAddedDesc"}}

Mapa

Artigos relacionados

Artigos subordinados a este (caso existam):

Adicione abaixo os seus comentários a este artigo

Comentários

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under GNU Free Documentation License.