História de Vale de Figueira (Tabuaço)

História de Vale de Figueira (Tabuaço)
Vale de Figueira (Tabuaço)

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"historia-de-vale-de-figueira-tabuaco","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}
{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"vale-de-figueira-tabuaco","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}
anuncio100x60.png


A esta Vale de Figueira, no concelho de Tabuaço, chamaram-lhe “a Nova”, provavelmente para a distinguirem da freguesia do mesmo nome pertencente ao concelho de São João da Pesqueira. Situada entre as freguesias de Pinheiros, Chavães, Longa e Granja do Tedo, implanta-se num vale que se formou entre as dobras da Serra de Chavães, a Sudoeste da sede do concelho.

Segundo Pinho Leal, Vale de Figueira, enquanto aldeia, já existia no séc. XIII, embora em momento posterior, mais precisamente em 1527, o primeiro Cadastro do Reino não a mencione enquanto lugar do termo do antigo concelho de Chavães, ao qual pertenceu até 6 de Novembro de 1836.

Sabe-se que, por volta de 1680, os moradores do lugar de Vale de Figueira obrigaram-se, por escritura pública lavrada pelo tabelião de Longa, João de Lemos, a fabricar a capela com vista a permitir a celebração de missa no novo templo. Na informação então enviada à cúria episcopal, terá sido informado que o templo se encontrava já convenientemente provido e que muitos paroquianos não podiam deslocar-se aos Domingos à sede da paróquia, que era S. Martinho de Chavães, razão pela qual prometiam todos, «em rua publica do dito lugar», prover com seus bens a capela.

Mais tarde, este mesmo povo de Vale de Figueira acabaria por dar um importante passo com vista à criação da sua freguesia, ao obrigar-se, em 3 de Setembro de 1764, por escritura pública feita nas notas do Tabelião Geral de Lamego, José Gomes de Mesquita, a pagar toda a côngrua ao cura que passariam a apresentar, e a aumentá-la em qualquer tempo.

Contrato que foi depois ratificado a 23 de Setembro por provisão episcopal, ficando a nova Igreja de Nossa Senhora da Apresentação desanexada da paróquia de São Martinho de Chavães, com a categoria de curato anual nomeado pelo povo, e surgindo consequentemente uma nova freguesia, dentro do concelho de Chavães. Com a supressão do concelho de Chavães, em 6 de Novembro de 1836, passou a ser freguesia do concelho de Tabuaço.

Esta vetusta aldeia com traços beirãos encontra-se rodeava por belos campos onde se cultivam cereais, como o centeio, lavram-se as hortas e apanha-se a baga do sabugueiro. Diversas figueiras, que justamente emprestaram o nome à povoação, ladeiam os caminhos.

Além da paisagem envolvente e da especificidade da localização da povoação, bastante acolhedora, é possível observar a sua cativante igreja matriz seiscentista, que guarda no seu interior interessantes altares de setecentos, policromos e dourados, abarcando diversos estilos artísticos, e onde ressalta o altar-mor, resultante da junção de elementos barrocos e joaninos com outros do período rocaille, e onde pontuam as excelsas imagens de vulto de Nossa Senhora da Apresentação, padroeira, e de Santo António.

Pode-se também vislumbrar um cruzeiro datado de 1697 e que se insere no muro que delimita o adro, ao lado de uma fonte oitocentista, ou ainda a capela do cemitério.

Para os apreciadores da arqueologia portuguesa, é interessante notar que alguns tesouros arqueológicos têm sido encontrados nesta freguesia, como por exemplo uma cabeça de guerreiro esculpida em granito, provavelmente da Idade do Ferro, e que se encontra exposta na Rua Nova, o lagar romano/medieval do Negrio, a Sudoeste da povoação, ou ainda a já celebre Estátua-Menir do Alto da Escrita, esculpida provavelmente entre o Período Calcolítico e a Idade do Bronze, na transição do terceiro para o segundo milénio a.C., e que hoje pode ser admirada na exposição permanente de arqueologia do Posto de Turismo de Tabuaço.

Fonte de Informação

Artigos relacionados com Vale de Figueira

Fotografias

Galeria dos nossos visitantes
As fotografias desta secção, em todos os artigos, são colocadas pelos nossos leitores. Os créditos poderão ser observados por clicar no rodapé em files e depois em info. As imagens poderão possuir direitos reservados. Mais informações aqui.

Sorry, we couldn't find any images attached to this page.

Galeria Portuguese Eyes
As fotografias apresentadas abaixo são da autoria de Vítor Oliveira.

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"Hist\u00f3ria de Vale de Figueira (Tabua\u00e7o)","order":"dateAddedDesc"}}

Fotografias da região

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"Vale de Figueira (Tabua\u00e7o), tabua\u00e7o vale-de-figueira, -Hist\u00f3ria de Vale de Figueira (Tabua\u00e7o)","order":"dateAddedDesc"}}

Mapa

Artigos relacionados

Artigos subordinados a este (caso existam):

Adicione abaixo os seus comentários a este artigo

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under GNU Free Documentation License.