Idanha-a-Velha

Idanha-a-Velha
Idanha-a-Nova



{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"idanha-a-velha","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}
anuncio100x60.png


Idanha-a-Velha é uma freguesia portuguesa do concelho de Idanha-a-Nova, com 20,98 km² de área e 79 habitantes (2001). Densidade: 3,8 hab/km². Está incluída no Programa das Aldeias Históricas.

Conhecida pela sua beleza natural e pelos vestígios históricos que possui, Idanha-a-Velha espraia-se por duas pequenas elevações, junto ao Rio Pônsul. Trata-se de uma importante urbe romana estrategicamente situada na confluência das vias romanas que estabeleciam a ligação entre Mérida, Conímbriga e Viseu e que no tempo de Sancho I ainda recebe honras de sede de episcopado. É de destacar a Estação Arqueológica de Egitânia, a muralha e pontes de origem romana, a Catedral Visigótica e a Igreja Matriz com obras de reconstrução manuelina.

História

A florescente cidade Romana documentada desde o ano 16 a. C. é das povoações mais antigas de Portugal, com uma forte carga histórica e com um vasto património e de incalculável valor arqueológico. Em todos estes aspectos estão registadas as mudanças lentas e rápidas que transformam as civilizações. Falamos de uma verdadeira aldeia Museu, onde lendas e narrativas estão de constante mão dada com a história.

Idanha-a-Velha ergue-se onde foi edificada a gloriosa cidade de Egitânia (com milhares de habitantes) e inúmeras vezes invadida e saqueada. Aqui encontramos vestígios que remontam a diversos períodos, como: a Pré-História, Celtas, Classicismo Romano, Suevo, Visigótico, Árabe, Idade Média Portuguesa e construções do período Manuelino.

O seu castelo foi fundado por Dom Gualdim Pais, mestre da Ordem dos Templários em Portugal. Foi outrora sede de município (antes de ter sido intergrada em Idanha-a-Nova), e foi sede de diocese (antes de esta ter sido alterada para a Guarda). Teve foral em 1229 e o concelho foi extinto em 1836. O município era constituído pelas freguesias da sede e de Alcafozes. Tinha, em 1801, 614 habitantes.

Festas e Romarias

  • Festa de Nossa Senhora da Conceição no terceiro Domingo de Maio

Património

Dos inúmeros percursos arqueológicos possíveis, destacamos a Sé Catedral, primitivamente construída sobre um Templo Paleocristão e posteriormente construída a primeira Catedral Visigótica edificada na Península Ibérica. No seu interior, podemos observar a maior colecção de epigrafia Romana da Europa, alguma vez encontrada num só lugar. Outra parte deste espólio, faz parte das colecções do Museu Tavares Proença Júnior (Castelo Branco) e Museu Nacional de Arqueologia e Etnologia (Lisboa). Toda esta freguesia merece uma visita atenta, pois espreitam lições de história em todos os sentidos que o nosso olhar se debruce.

Ligações externas

Fotografias

Galeria dos nossos visitantes
As fotografias desta secção, em todos os artigos, são colocadas pelos nossos leitores. Os créditos poderão ser observados por clicar no rodapé em files e depois em info. As imagens poderão possuir direitos reservados. Mais informações aqui.

Sorry, we couldn't find any images attached to this page.

Galeria Portuguese Eyes
As fotografias apresentadas abaixo são da autoria de Vítor Oliveira.

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"Idanha-a-Velha","order":"dateAddedDesc"}}

Mapa

Artigos relacionados

Artigos subordinados a este (caso existam):

Adicione abaixo os seus comentários a este artigo

Comentários

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under GNU Free Documentation License.