Lage

Lage
Vila Verde



{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"lage","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}
anuncio100x60.png


Lage é uma freguesia portuguesa do concelho de Vila Verde, com 4,87 km² de área e 2.244 habitantes (2001). Densidade: 460,8 hab/km².

A freguesia de Lage situa-se na margem esquerda do rio Febros, afluente do Cávado, e dista seis quilómetros da sede de concelho e dez quilómetros da cidade de Braga. No sul do município, confina com seis freguesias vilaverdenses: Moure, Atiães, Oleiros, Vila de Prado, Soutelo e Turiz.

História

Lage, nome com evidente sentido arqueológico, fazia parte da via militar romana que atravessava no sentido norte-sul o actual território concelhio. Os vestígios de um castro, dos quais se obtêm admiráveis vistas, confirmam esta linha de investigação.

De um período anterior – Neo-Calcolítico – é a Mamoa de Lage, no lugar de Fojo do Lobo. Situa-se no extremo poente de um terreno no sítio da Carreira da Quinta. Tratava-se de um habitat com bons solos agrícolas, abundância de água e boa visibilidade sobre o meio circundante. Nas imediações, recolheram-se abundantes indícios da existência de um povoado de tipo aberto dos finais da Idade do Bronze, especialmente cerâmicas e fragmentos de mós.

Na Idade Média, parte desta freguesia foi do Couto de Moure (na antiga comarca de Guimarães), e era, toda ela, abadia da apresentação do ordinário. Pertenceu depois ao concelho de Prado, extinto em 24 de Setembro de 1855, passando a integrar o concelho de Vila Verde.

Património

Natural

Os pólos de atracção turística que se destacam na freguesia são a paisagem natural envolvente, de grande beleza e com privilegiado ponto de observação no Monte de Santa Helena.

Edificado

Em termos de património edificado, o Solar de Febros merece uma referência especial. Um exemplo significativo da cultura barroca no concelho de Vila Verde e em especial nesta freguesia.

A Igreja Paroquial de São Julião, por seu turno, é a mais ampla do concelho. Trata-se de uma sólida construção, com paredes de dois metros de espessura.

São ainda dignos de nota os seguintes locais:

  • Cruzeiros, no lugar do Cruzeiro, Velão
  • Monte da Capela de Santa Helena
  • Monte de Santa Cruz, em Santa Cruz
  • Alminhas no Lugar de Montinhos, Bouços
  • Cruzeiro e Ponte
  • Quinta de Olivão com Capela
  • Casas da Roupeira (Século XVIII), no lugar da Roupela
  • Quinta de Santarém com Capela
  • Fontes Publicas, no Lugar da Fonte
  • Fonte de Febros, em Roupela
  • Fonte da Seara
  • Fonte do Outeiro
  • Fonte Boca
  • Fonte do Barroco
  • Monumento ao Imigrante

Festas e Romarias

  • Santa Helena (Terceiro Domingo de Agosto)
  • São Julião (7 de Janeiro)
  • Festa do Senhor (Segundo Domingo de Julho)

Ligações externas

Blog Lage, a minha freguesia, de Jorge Inácio

Fotografias

Galeria dos nossos visitantes
As fotografias desta secção, em todos os artigos, são colocadas pelos nossos leitores. Os créditos poderão ser observados por clicar no rodapé em files e depois em info. As imagens poderão possuir direitos reservados. Mais informações aqui.

Sorry, we couldn't find any images attached to this page.

Galeria Portuguese Eyes
As fotografias apresentadas abaixo são da autoria de Vítor Oliveira.

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"Lage","order":"dateAddedDesc"}}

Mapa

Artigos relacionados

Artigos com a mesma raiz:

Artigos subordinados a este (caso existam):

Adicione abaixo os seus comentários a este artigo

Comentários

Adicionar um Novo Comentário
Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under GNU Free Documentation License.