Lavegadas

Lavegadas
Vila Nova de Poiares



{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"lavegadas","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}
anuncio100x60.png


Lavegadas é uma freguesia portuguesa do concelho da Vila Nova de Poiares, com 11,23 km² de área e 249 habitantes (2001). Densidade: 22,2 hab/km².

A freguesia de Lavegadas fica a nascente do Concelho de Vila Nova de Poiares, tem a sua sede na aldeia da Igreja Nova e dista de Coimbra cerca de trinta quilómetros.

A freguesia de Lavegadas possui uma das mais belas paisagens da Região Centro. Comunga com a natureza a humildade dos seus habitantes. É a freguesia mais pequena e menos populosa do concelho de Vila Nova de Poiares.

Localidades

São sete as suas aldeias que a abrange, a saber: Barreiro; Igreja Nova; Moura Morta; Mucela; Sabouga e São Pedro Dias.

História

A freguesia resulta de uma desanexação da freguesia de São Miguel de Poiares à qual se veio juntar a povoação de Moura Morta em 1898, embora já lhe pertencesse para fins eclesiásticos, desde o século XVIII.

Heráldica

Brasão

Escudo de verde, uma ponte de quatro arcos de prata, lavrada a negro, firmada dos flancos e movente de uma campanha ondada de prata e azul; em chefe um dólmen de prata entre duas açucenas de ouro sustidas do mesmo. Coroa mural de prata de três torres. Listel branco, com a legenda a negro: "LAVEGADAS"

Bandeira

Branca. Cordão e borlas de prata e verde. Haste e lança de ouro.

Selo

Nos termos da Lei, com a legenda: "Junta de Freguesia de Lavegadas - Vila Nova de Poiares".

Simbologia

O brasão da freguesia inclui a representação do dólmen no alto de São Pedro Dias e da Ponte de Mucela. Inclui também o Rio Alva que nasce na Serra da Estrela foi um baluarte da nossa imagem social devido às moendas e lagares, rodas de tirar água para os terrenos confinantes, ao trabalho do linho e actividades piscatórias.

As açucenas representam São José. A origem eclesiástica influenciou profundamente as Freguesias. A esmagadora maioria é de origem religiosa, só no século XIX lhes foram conferidas atribuições próprias de pessoas colectivas. O dia que se venera na freguesia como sendo o seu "feriado" é o dia 19 de Março.

As duas árvores as "Bétulas Celtibéricas" - os Bidoeiros - que deram nome à serra pela sua abundância em tempos, permitem ser uma das nossas referências. "As noivas das florestas" são famosas pelo seu realce na verdura, devido ao seu bonito tronco de casca branca. Da serra do Bidoeiro deslumbra - se a Serra da Estrela, do Açor, do Caramulo e do Buçaco. A nossa comunidade vive intensamente a sua identidade basada nestas evidências, e tentam que os jovens as compreendam como um conteúdo válido de valores.

Património

A nossa presença como comunidade regista-se com um dólmem megalítico no alto de São Pedro Dias, que está classificado como Imóvel de Interesse Público, pelo Decreto-Lei n.º 29/90 de 17 de Julho. Em 1959 o Senhor Doutor João Castro Nunes efectuou as primeiras investigações arqueológicas na necrópole dolménica.

A Ponte de Mucela edificada no século XIII, em 1928, obra gótica no reinado de D. Dinis. É das mais importantes construções do tipo de quantas chegaram até nós dessas remotas eras. Esta ponte foi edificada para passagem do rio Alva, desde sempre se entiu a necessidade de atravessar o rio em segurança e durante todo o ano. Sofreu ao longo dos séculos obras de conservação. Tem-se conhecimento de obras realizadas no século XVI, no tempo do Cardeal D. Henrique, e, em 1833 em virtude do corte de uns arcos para impedir a retirada das tropas francesas, da terceira invasão. Recentemente sofreu obrasb de beneficiação devido ao fluxo rodoviário que nela passa.

Personalidades

Dr. António Henriques

Ilustre Licenciado em Ciencias Históricas-Filosóficas pela Universidade de Coimbra (1942). Curso de Ciências Pedagógicas (1943). Estágio para professor do Ensino Técnico (1947-1949). Exame de Estados - 10º Grupo - em (1949). Com uma fabulosa carreira docente.

Fotografias

Galeria dos nossos visitantes
As fotografias desta secção, em todos os artigos, são colocadas pelos nossos leitores. Os créditos poderão ser observados por clicar no rodapé em files e depois em info. As imagens poderão possuir direitos reservados. Mais informações aqui.

Sorry, we couldn't find any images attached to this page.

Galeria Portuguese Eyes
As fotografias apresentadas abaixo são da autoria de Vítor Oliveira.

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"Lavegadas","order":"dateAddedDesc"}}

Mapa

Artigos relacionados

Artigos subordinados a este (caso existam):

Adicione abaixo os seus comentários a este artigo

Comentários

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under GNU Free Documentation License.