Lovelhe

Lovelhe
Vila Nova de Cerveira



{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"lovelhe","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}
anuncio100x60.png


Lovelhe é uma freguesia portuguesa do concelho de Vila Nova de Cerveira, com 3,38 km² de área e 440 habitantes (2001). Densidade: 130,2 hab/km².

A freguesia de Lovelhe, com parte da sua área a se confundir com a zona urbana da vila de Vila Nova de Cerveira, tem os seus limites estabelecidos da seguinte forma: a norte e poente o rio Minho, a sul a freguesia de Vila Nova de Cerveira, a nascente a freguesia de Reboreda.

Um dos seus pontos mais conhecidos é sem dúvida o símbolo do concelho de Vila Nova de Cerveira, ou seja, o Cervo no Monte da Senhora da Encarnação, também conhecido como miradouro do Veado. Outros locais são também muito conhecidos tanto pelo seu valor histórico ou turístico: O Forte de Lovelhe, o Aro Arqueológico, a Praia da Lenta no rio Minho (de referir que é uma das melhores deste país), o INATEL com a sua Colónia de Férias, as belezas ribeirinhas do rio Minho, as lindíssimas paisagens, e a natureza envolvente, observada do Monte da Encarnação com a sua Capela e Parque de Merendas, e outras importantes referências desta freguesia.

História

A primeira referência, que se conhece a esta igreja, está documentada na divisão das igrejas feita entre o bispo e o Cabido de Tui, em 1156. Metade da freguesia coube ao Cabido de Tui. Encontra-se incluída na relação, elaborada entre 1258 e 1259, das igrejas do território português de Entre Lima e Minho, pertencentes ao bispado de Tui.

Na lista dos mesmos benefícios, que o rei D. Dinis mandou elaborar em 1320, para atribuição de taxa, Santa Maria de Lobelhe estava enquadrada no arcediagado de Cerveira, sendo taxada de cerca de 35 libras. Figura no Memorial de Rui Fagundes, de 1545, na comarca eclesiástica de Valença e terra de Vila Nova de Cerveira, rendendo 16 mil réis.

O Censual de D. Frei Baltasar Limpo, na cópia de 1580, utilizada pelo Padre Avelino J. da Costa no seu livro "A Comarca Eclesiástica de Valença do Minho", refere que a metade sem cura da igreja de Lobelhe estava anexada perpetuamente ao arcediagado de Cerveira, sendo "cabeça delle". Quanto à outra metade, com cura, à qual se encontrava anexada Santa Ovaia de Gondar, pertencia ao mosteiro de São Fins de Friestas. A igreja de Lobelhe era então abadia do padroado real. Foi depois da apresentação do Colégio da Companhia de Jesus de Coimbra, e finalmente da Universidade. Passou mais tarde a vigairaria.

Em termos administrativos, esta freguesia foi anexada a Valença pelo decreto de 12 de Julho de 1895, que extinguiu o concelho de Vila Nova de Cerveira. Três anos depois, por força do decreto de 13 de Janeiro de 1898 voltou a integrar o concelho, a que pertence actualmente, restaurado nesse ano.

Economia

  • Pequeno comércio
  • Construção civil
  • Hotelaria
  • Agricultura
  • Pecuária

Festas e romarias

  • São Pedro
  • Senhora da Encarnação
  • Senhora do Reclamo

Património

  • Forte de Lovelhe
  • Igreja paroquial
  • Capela da Senhora de Encarnação
  • Miradouro do Veado
  • Senhora da Encarnação
  • Campo de férias do INATEL
  • Praia fluvial do Rio Minho (Praia da Lenta)
  • aro arqueológico

Gastronomia

  • Arroz de lampreia
  • Rojões
  • Debulho de sável
  • Arroz de cabidela.

Colectividades

Ligações externas

Fotografias

Galeria dos nossos visitantes
As fotografias desta secção, em todos os artigos, são colocadas pelos nossos leitores. Os créditos poderão ser observados por clicar no rodapé em files e depois em info. As imagens poderão possuir direitos reservados. Mais informações aqui.

Sorry, no images found attached to this page.

Galeria Portuguese Eyes
As fotografias apresentadas abaixo são da autoria de Vítor Oliveira.

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"Lovelhe","order":"dateAddedDesc"}}

Mapa

Artigos relacionados

Artigos subordinados a este (caso existam):

Adicione abaixo os seus comentários a este artigo

Comentários

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under GNU Free Documentation License.