Matosinhos (freguesia)

Matosinhos (freguesia)
Matosinhos



{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"matosinhos-freguesia","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}
anuncio100x60.png


Matosinhos é uma freguesia portuguesa do concelho de Matosinhos, com 5,31 km² de área e 28.488 habitantes (2001). Densidade: 5 365,0 hab/km².

A freguesia de Matosinhos, juntamente com Leça da Palmeira, integra a cidade de Matosinhos. Além disso, integra o conjunto de dez que constitui o concelho do mesmo nome. Concelho este, situado na margem esquerda do rio Leça, à beira-mar plantado, a oito quilómetros do centro do Porto. A localidade propriamente dita tem como vizinhas a Norte a freguesia de Leça da Palmeira com quem "partilha" o porto de Leixões e com a materialização dessa separação na ponte móvel; faz fronteira a Oeste com o Oceano Atlântico; a Este, Senhora da Hora; e a Sul com a cidade do Porto.

O porto de Leixões continua a ser palco de considerável movimento de cargas e descargas, onde os produtos petrolíferos ocupam lugar de destaque. E muito ajuda a proximidade com o Aeroporto Francisco Sá Carneiro, com Galiza e com o interior norte. As acessibilidades a Matosinhos fora-se modernizando com o tempo, sendo servida pela EN 107 e agora pelo tão desejado metro ligeiro à superfície, não esquecendo a conclusão da ligação da 1134.

Matosinhos está diferente, mas não parará por aqui, agora integrado no programa Polis.

História

Terra de pescadores e lavradores, "manteve-se" nestas lides desde o século XVI até finais do século XIX. Salvador de Matosinhos, freguesia do concelho de Matosinhos, foi palco da maior evolução urbana do Grande Porto. Uma evolução que foi sobretudo, acompanhada da construção do porto de Leixões e consequente, concentração industrial nas áreas alimentar, metalomecânica, construção civil, construção naval, petroquímica, transformadoras e derivados, conserva de peixe, panificação, óleos alimentares, entre outras. Esta aproximação com a urbe portuense e suas interligações, particularmente económicas, contribuíram para esse progresso. Um conjunto de condições que permitiram um desenvolvimento sustentado, mesmo a nível comercial nomeadamente de restauração, desta freguesia.

Património

  • Conjunto - fábricas Algarve Exportador e Rainha do Sado
  • Padrão do Bom Jesus de Matosinhos
  • Igreja do Salvador (Matosinhos) ou Igreja Paroquial de Matosinhos
  • Edifício da Real Companhia Vinícola

Cidade de arquitectos

Freguesia marítima, de clima ameno não lhe faltam exlibris para ser visitada, inclusivamente a praia de Matosinhos e as festas e romarias de que é palco anualmente, atraindo milhares de visitantes. Muito conhecida como sendo cidade de arquitectos, a freguesia de Matosinhos em particular, apresenta um conjunto de obras atribuído a conhecidos e reconhecidos autores de arquitectura contemporânea como as Casas ao Sul do Porto de Leixões (Arq. Souto Moura); Paços do Concelho (Arq. Alcino Soutinho) e o Palácio da Justiça e a Urbanização das Sete Bicas (Quinta Seca), obras do Arq. Pedro Ramalho. A arquitectura faz uma cidade, marca e caracteriza uma freguesia, por mais pequena que seja. Matosinhos não foge à regra: tradicional, pela recuperação e manutenção de edifícios de outros séculos, conjuga-se na perfeição com o evoluir dos tempos e com o inevitável progresso do património edificado.

Ligações externas

Fotografias

Galeria dos nossos visitantes
As fotografias desta secção, em todos os artigos, são colocadas pelos nossos leitores. Os créditos poderão ser observados por clicar no rodapé em files e depois em info. As imagens poderão possuir direitos reservados. Mais informações aqui.

Sorry, no images found attached to this page.

Galeria Portuguese Eyes
As fotografias apresentadas abaixo são da autoria de Vítor Oliveira.

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"Matosinhos (freguesia)","order":"dateAddedDesc"}}

Mapa

Artigos relacionados

Artigos subordinados a este (caso existam):

Adicione abaixo os seus comentários a este artigo

Comentários

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under GNU Free Documentation License.