Mizarela

Mizarela
Guarda



{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"mizarela","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}
anuncio100x60.png


Mizarela é uma aldeia portuguesa, freguesia do concelho da Guarda, com 5,67 km² de área e 187 habitantes (2001). Densidade: 33,0 hab/km².

Situa-se a 13 km da Capital do Concelho no vale do Caldeirão, Parque Natural da Serra da Estrela, na margem esqueda do Rio Mondego. Faz fronteira com as freguesias de Vila Soeiro, Pêro Soares, Faia e Aldeia Viçosa.

História

A origem da povoação é medieval.

No dia 8 de Fevereiro 1912, após três meses de mau tempo, parte da povoação foi atingida por um desabamento de terras a que chamaram o "Dilúvio", que arrasou várias habitações ferindo várias pessoas e tirando a vida a 15, 8 delas da mesma família. Ainda hoje é visível na encosta o buraco de onde se desprenderam as terras.

Nos anos 70 a freguesia sentiu o êxodo rural e a emigração, com a fuga dos habitantes para países como França, EUA, Alemanha, Luxemburgo e Itália mas, sobretudo, internamente para Lisboa e para a sede do concelho, a cidade da Guarda.

Lenda

Nos anos 80, aquando da construção da Casa do Povo, foi imortalizada num painel de azulejos colocado na fachada desse edifício a lenda que explica a razão pela qual a Mizarela é conhecida como a Aldeia do Melro. Conta a história que um agricultor andava pelos campos, de roda das cerdeiras, zelando pelas cerejas que estavam a amadurecer e, como tal, apresentavam uma cor amarelada quando a certa altura vê fugir um melro do meio de uma das árvores. Tendo o dito pássaro o bico amarelo, contava ele que tal fosse uma cereja e desatou a correr atrás dele empunhando uma espada de cortiça. Quando o pássaro parou em cima de um barroco de granito o agricultor não pensou duas vezes e atirou a espada com o intuito de acertar no melro. Consta que a pontaria não foi a melhor mas que, tal a fúria e determinação das gentes da terra, ao que parece o dito barroco se abriu ao impacto tendo a espada de cortiça ficado cravada nele. Alguns populares há que acrescentam que o dito agricultor correu atrás do melro bons quilómetros, até ao sítio do Apeadeiro de Sobral da Serra. Outras fontes mais pictóricas afirmam que o melro levava realmente uma cereja no bico e que, para fugir da espada, a deixou cair e esta se foi enfiar na brecha recém-aberta no barroco e que daí rebentou uma cerdeira.

Economia

O micro-clima do vale do Caldeirão e os solos férteis proporcionam um vasto leque de culturas hortícolas, cereais e árvores de fruto, sendo de destacar as cerejeiras e as oliveiras. Aliás, a produção do afamado azeite é muito levada a sério pela população, mesmo pelos naturais que habitam foram da aldeia, que fazem grandes esforços por colher toda a azeitona não obstante o frio do Inverno.

Património

A aldeia tem como ponto forte a imponente paisagem natural e é atravessada por uma calçada romana da qual ainda se podem encontrar alguns troços em razoável estado de conservação. Essa calçada seria provida de uma ponte da mesma idade sobre o rio Mondego que terá sido substituída por uma outra mais funcional durante a Idade Média e que, embora actualmente se situe em território de freguesias vizinhas, por todos é reconhecida como Ponte da Mizarela. Seguindo essa calçada na subida da serra, quem passasse na aldeia encontrava à entrada uma Capela dedicada a Santo António e à saída uma outra em honra de São Gregório. Há ainda de destacar algumas quintas, solares e casas brazonadas, a Igreja Matriz e a Torre do Relógio.

Associativismo

O Núcleo Desportivo e Cultural da Mizarela, fundado em 1985, contava em 2006 com quase 300 associados e tem vindo a manifestar cada vez mais actividade, animando a aldeia com a organização de diversas actividades culturais e desportivas.

Fotografias

Galeria dos nossos visitantes
As fotografias desta secção, em todos os artigos, são colocadas pelos nossos leitores. Os créditos poderão ser observados por clicar no rodapé em files e depois em info. As imagens poderão possuir direitos reservados. Mais informações aqui.

Sorry, no images found attached to this page.

Galeria Portuguese Eyes
As fotografias apresentadas abaixo são da autoria de Vítor Oliveira.

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"Mizarela","order":"dateAddedDesc"}}

Mapa

Artigos relacionados

Artigos subordinados a este (caso existam):

Adicione abaixo os seus comentários a este artigo

Comentários

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under GNU Free Documentation License.