Património da Fundada

Património da Fundada
Fundada

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"patrimonio-da-fundada","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}
{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"fundada","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}
anuncio100x60.png


A freguesia da Fundada, concelho de Vila de Rei, possui um extenso e significativo património.

Monumentos religiosos

Painéis e Alminhas

Encontram-se nas aldeias da Cabeça do Poço e Lagoa (Alminhas). E os painéis encontram-se na Silveira, Ribeira e Abrunheiro Pequeno.

Cruzeiros

Silveira, Cabeça do Poço, Fouto, Lagoa Cimeira, Lagoa Fundeira, Ribeira e Abrunheiro Grande.

Igrejas e Capelas

Capela de São João Baptista (Vilar do Ruivo)

Começou por ser um pequeno oratório, mandado construir, no século XVIII, pelo Padre João Nunes Leitão, natural do Vilar do Ruivo. Mais tarde, como este oratório era dedicado a São João Baptista, foi ampliado pelos habitantes da aldeia, tornando-se numa capela pequena e modesta. Capela de Nossa Senhora de Lourdes (Abrunheiro Grande): Sendo a primeira pedra lançada a 17 de Outubro de 1893, deu-se inicio à construção desta Capela, dedicada a Nossa Senhora de Lourdes, fruto das recentes Aparições de Lourdes, que se ergueu sob o comando do Padre Sebastião Aparício da Silva, missionário do Extremo Oriente.

Igreja Paroquial

Começou por ser a Capela de Santa Margarida, até princípios do século XVII, sendo uma das capelas da freguesia de Vila de Rei. Após ter sido criada a freguesia da Fundada em 1618, a capela passou a ser igreja paroquial, passando a Santa Margarida a ser a Padroeira da freguesia. Com o crescimento da população, teve de ser ampliada e até demolida para nascer a nova igreja com dimensões maiores, esta com o passar dos anos deixou de poder satisfazer as necessidades da freguesia, tendo sido construída a igreja actual em 1867.

  • Capela do Bom Jesus dos Milagres (Ribeira)
  • Capela da Nossa Senhora do Rosário (Cabeça do Poço)
  • Capela das Lagoas e Monte Novo

Pontes

Ponte da Várzea Carreira

De acordo com a obra "Vila de Rei e o seu Concelho", da autoria do Dr. José Maria Félix, esta ponte foi construída cerca de 1890 por Joaquim Aparício da Silva, do Abrunheiro Grande, que também aparece ligado à construção de outra ponte na Ribeira da Isna, a ponte da Atalaia. Outras fontes remetem a sua construção para épocas mais remotas. Aqui vem desaguar a Ribeira da Tamolha, cujo caudal engrossa bastante a Ribeira da Isna. A ponte de Várzea Carreira serviu até meados do século passado como principal via de comunicação entre os concelhos de Vila de Rei e da Sertã. Nessa altura havia três carreiras diárias de camioneta, satisfazendo as necessidades dos dois concelhos. Actualmente a ponte é muito pouco utilizada, embora seja uma ponte de interesse turístico.

Outros pontos de interesse

Eira de Vale de Meios

Esta curiosa eira circular construída em pedras de xisto e ardósia no final do século XIX é recordada pelos mais idosos habitantes da Cabeça do Poço como um local de trabalho e celebração, pois aí decorria os rituais das descamisadas, malhas e secagem de cereais, práticas agrícolas ligadas ao milho, ao trigo e outros cereais. Era, também, utilizada para convívios festivos, nomeadamente as tremoçadas e bailaricos. Actualmente e não se justificando a razão que lhe deu a origem, espera-se a sua conversão em espaço de convívio e descanso dos caminheiros da Rota do Bostelim.

Moinho da Várzea da Arrifana

Situado na Ribeira do Bostelim, mas já perto da foz com a Ribeira da Isna, este moinho de rodízio com uma mó, pertence a várias famílias da zona da Cabeça do Poço, e apesar de desde o final da década de 80 ter deixado de trabalhar encontra-se em razoável estado de conservação que permitirá certamente a sua recuperação. Este moinho tal como muitos outros ao longo do Bostelim e da Isna, bem como todas as obras de hidráulica que os acompanham e alimentam, são bons testemunhos do labor e perícia dos habitantes desta zona, pelo que fazem parte da sua história.

Fonte da Balada

Até ao final da década de 70, a povoação do lado norte da aldeia de Cabeça do Poço, utilizava esta Fonte de Mergulho, também chamada de Chafurdo, como ponto de recolha de água de nascente. Esta fonte, ainda em bom estado de conservação, era pública. De dimensões modestas, apresenta um tanque de planta rectangular simples, coberto por estrutura em abóbada de berço. Nos nossos dias é apenas mais uma testemunha de um passado recente em que não se dispunha de água canalizada.

Lagares

  • Lagar Velho
  • Várzea Ferreira
  • Vale da Ramada
  • Cunqueiro
  • Pedreiros
  • Olheiro
  • Abrunheiro Pequeno

Turismo

Fotografias

Galeria dos nossos visitantes
As fotografias desta secção, em todos os artigos, são colocadas pelos nossos leitores. Os créditos poderão ser observados por clicar no rodapé em files e depois em info. As imagens poderão possuir direitos reservados. Mais informações aqui.

Sorry, no images found attached to this page.

Galeria Portuguese Eyes
As fotografias apresentadas abaixo são da autoria de Vítor Oliveira.

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"Patrim\u00f3nio da Fundada","order":"dateAddedDesc"}}

Fotografias da região

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"Fundada, fundada vila-de-rei, -Patrim\u00f3nio da Fundada","order":"dateAddedDesc"}}

Mapa

Artigos relacionados

Artigos com a mesma raiz:

Artigos subordinados a este (caso existam):

Adicione abaixo os seus comentários a este artigo

Comentários

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under GNU Free Documentation License.