Pitões das Júnias

Pitões das Júnias
Montalegre



{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"pitoes-das-junias","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}
anuncio100x60.png


Pitões das Júnias é uma freguesia portuguesa do concelho de Montalegre, com 36,89 km² de área e 201 habitantes (2001). Densidade: 5,4 hab/km².

Pitões das Júnias é uma aldeia situada a cerca de 1200 metros de altitude, no norte de Portugal, dentro do Parque Nacional Peneda-Gerês, na região de Barroso, Trás-os-Montes. Faz parte do concelho de Montalegre, Distrito de Vila Real. Fica próximo a Chaves a leste e Braga a oeste. A distância até a cidade do Porto é de aproximadamente 140 km. Do Aeroporto de Pedras Rubras, a distância é de 133 km, percorridos em 2 horas e 10 minutos.

História

A sua origem confunde-se com a do Mosteiro de Santa Maria das Júnias, entre os séculos IX e XI. A localização no extremo norte de Portugal, o clima inóspito no Inverno e a consequente imigração contribuíram para que a aldeia conservasse a sua pequena população e o característico aspecto medieval. As construções em pedra e a beleza natural do lugar deram início nos anos 90, ao turismo ecológico na região. Turismo esse que cresce nos meses de Verão com a chegada dos seus descendentes, vindos principalmente do Brasil e da França.

No rebordo do planalto da Mourela e no meio de uma encosta que a erosão abriu, as populações escolheram esta zona agreste por razões geográficas e ecológicas: a aldeia fica abrigada dos ventos frios do norte, e as terras de cultura abaixo (são solos ricos, facilmente irrigáveis pelos cursos de água, que durante todo o ano descem das alturas). O gado é a maior riqueza da terra, tanto hoje como ontem. Vacas, cabras e ovelhas, são o capital das serras e o foco da cultura em torno do qual a vida se move, organiza e perpetua. Antigos trilhos de contrabandistas levam-nos a um Gerês mais agreste e duro, onde a paisagem ainda selvagem e com pouca intervenção do homem, nos enche e liberta a alma.

Herdeira natural da velhíssima freguesia de São Vicente do Gerês, nas profundezas do rio Beredo, que recebe águas de vários ribeirinhos na montanha. Pitões é a povoação mais alta de Barroso, na cota dos 1100 metros, o que contribuiu em grande medida para a elevada qualidade do presunto e fumeiro desta localidade.

Sempre foi conhecida por ser terra de gente lutadora e mesmo guerreira: não resistiu à destruição do Castelo, nem do Mosteiro, nem da sua “república ancestral” (conjunto de normas comunitárias e democráticas dos seus habitantes) mas resistiu aos Menezes, condes da Ponte da Barca, a quem um rapaz de casa do Alferes foi raptar uma filha com a qual casou. E resistiu à pilhagem e assaltos sistemáticos que os Castelhanos organizavam durante a guerra da Restauração. Em 1665, “um grande troço de infantaria e cavalaria, sob comando de D. Hieronymo de Quiñones atacou Pitões mas não só não conseguiram queimar o povo como este lutou bravamente pondo em fuga o inimigo e sem perdas”. Alguns dias após (com os pitonenses a ajudar, em represália) o capitão de couraças João Piçarro, com 800 infantes, atacaram Baltar, Niño d’Águia, Godin, Trijedo e Grabelos “donde trouxeram 400 bois, 1500 ovelhas e 20 cavalos”. E resistiu ao florestamento da Mourela, com pinheiros, o que levaria à perda das suas vezeiras. Nesta aldeia pode visitar a corte do boi do povo, agora reconstruída como pólo do ecomuseu.

Heráldica

Parecer emitido pela Comissão de Heráldica da Associação dos Arqueólogos Portugueses, nos termos da Lei nº 53/91, de 07 de Agosto.

Brasão

Escudo de verde, campanário de dois arcos de prata, aberto do campo e grimpado de negro; dois encontros de boi barrosão, de ouro, armados de prata; campanha diminuta ondada de prata e azul de três peças. Coroa mural de prata de três torres. Listel branco, com a legenda a negro: "PITÕES DAS JÚNIAS".

Bandeira

Amarela. Cordão e borlas de ouro e verde. Haste e lança de ouro.

Selo

Nos termos da Lei, com a legenda: “Junta de Freguesia de Pitões das Júnias – Montalegre”.

Associativismo

Património

Ligações externas

Fotografias

Galeria dos nossos visitantes
As fotografias desta secção, em todos os artigos, são colocadas pelos nossos leitores. Os créditos poderão ser observados por clicar no rodapé em files e depois em info. As imagens poderão possuir direitos reservados. Mais informações aqui.

Sorry, no images found attached to this page.

Galeria Portuguese Eyes
As fotografias apresentadas abaixo são da autoria de Vítor Oliveira.

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"Pit\u00f5es das J\u00fanias","order":"dateAddedDesc"}}

Mapa

Artigos relacionados

Artigos subordinados a este (caso existam):

Adicione abaixo os seus comentários a este artigo

Comentários

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under GNU Free Documentation License.