Ponte de São Gonçalo

Ponte de São Gonçalo
São Gonçalo

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"ponte-de-sao-goncalo","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}
{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"sao-goncalo-amarante","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}
anuncio100x60.png


A Ponte de São Gonçalo, localizada sobre o deslumbrante rio Tâmega, é o cartão de entrada para o centro histórico da belíssima cidade de Amarante, na freguesia de São Gonçalo.

Geograficamente ligado ao Rio Tâmega e às Serras do Marão e da Aboboreira, o território correspondente, na actualidade, ao concelho de Amarante destaca-se, não apenas pela beleza das suas paisagens, como pelos testemunhos da passagem e fixação de diferentes comunidades humanas ao longo dos tempos, numa evidência dos recursos cinegéticos que proporcionava à sua sobrevivência. Mas estas terras distinguiram-se de igual modo pela forma como desenvolveram variantes regionais de alguns estilos arquitectónicos, a exemplo do românico que aqui assumiu uma expressão bem vincada, ainda que influenciada pelos conhecimentos procedentes de Santiago Compostela, que aqui chegavam através de Tui, cuja diocese dominou parcialmente o Alto Minho.

Não deixa de ser, no entanto, curioso que o Rio Tâmega funcionasse, nesta região, quase como uma fronteira que define duas áreas do românico, sendo que a localizada na margem esquerda exibe exemplares de linhas e decoração bastante mais simples, quando comparados aos erigidos na margem oposta, mais consonantes aos cânones gerais, de conteúdos e formas mais elaboradas.
Uma diversidade que poderá ser explicada à luz das diferenças observáveis no âmbito dos próprios recursos existentes, quer materiais, quer económicos (daqueles decorrentes), reveladas na própria estrutura de alguns templos.

Mas é também o caso de outro tipo de estruturas, a exemplo das pontes, das quais se destaca a "Ponte sobre o Tâmega", lançada entre (aqueles que são, actualmente) dois largos da cidade de Amarante, num dos quais se localiza o convento de São Gonçalo.

Características

Composta de tabuleiro (com pavimento entretanto asfaltado) de perfil horizontal assente sobre três arcos de volta redonda de dimensões desiguais, a ponte possui contrafortes triangulares nos pilares, quer a montante, quer a jusante, sobrepujados por quatro varandins semi-circulares, assim como guardaria de igual modo granítica apoiada em cornija lavrada e dois pares de pináculos barrocos esquinadas assentes em pequenas esferas colocados nas duas extremidades.

A relevância, tanto histórica, como artística da ponte mereceu a sua inclusão no primeiro decreto português de classificação de construções antigas como "monumentos nacionais", publicado em 1910.

História

Primitivamente, supõe-se ter existido neste local uma ponte de origem romana, dado ser este o traçado da estrada romana que passaria em Amarante em direcção a Guimarães e Braga.

Embora remonte ao século XIII a construção da primitiva ponte, a que se ergue na actualidade resulta de uma construção setecentista realizada após a derrocada da original, ocorrida em 1763. Nesse ano, a 10 de Fevereiro de 1763, a ponte desmoronou-se devido a uma cheia do Rio Tâmega. O cruzeiro existente a meio, ou Senhor da Boa Passagem, foi retirado uma hora antes deste acontecimento histórico e mais tarde colocado na janela de um recanto da Igreja de São Gonçalo, ficando a Mãe de Deus a proteger o trânsito. É a imagem da Senhora da Ponte.

Em 1782, foi iniciada a reconstrução da ponte, com projecto de Carlos Amarante, e aberta ao trânsito em 1790. No ano de 1791 completaram-na com quatro belas e artísticas pirâmides, dois adornos em forma de urna eleitoral e um assento circular em cada meia laranja.

Em 1809, foi ainda palco da Defesa da Ponte de Amarante, episódio resultante das invasões francesas.

Está classificada como Monumento Nacional desde 1910.

Fotografias

Galeria dos nossos visitantes
As fotografias desta secção, em todos os artigos, são colocadas pelos nossos leitores. Os créditos poderão ser observados por clicar no rodapé em files e depois em info. As imagens poderão possuir direitos reservados. Mais informações aqui.

Sorry, we couldn't find any images attached to this page.

Galeria Portuguese Eyes
As fotografias apresentadas abaixo são da autoria de Vítor Oliveira.

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"Ponte de S\u00e3o Gon\u00e7alo","order":"dateAddedDesc"}}

Fotografias da região

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"S\u00e3o Gon\u00e7alo, amarante monumento-nacional ponte-de-s\u00e3o-gon\u00e7alo s\u00e3o-gon\u00e7alo, -Ponte de S\u00e3o Gon\u00e7alo","order":"dateAddedDesc"}}

Mapa

Artigos relacionados

Artigos com a mesma raiz:

Artigos subordinados a este (caso existam):

Adicione abaixo os seus comentários a este artigo

Comentários

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under GNU Free Documentation License.