Ribeira de Pena

Ribeira de Pena
Sub-região Tâmega



{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"ribeira-de-pena","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}

Foto de Vítor Oliveira

Lista de Municípios Portugueses

anuncio100x60.png


Ribeira de Pena é uma vila portuguesa pertencente ao Distrito de Vila Real, região Norte e sub-região Tâmega, com cerca de 2.600 habitantes.

É sede de um município com 217,66 km² de área e 7.412 habitantes (2001), subdividido em 7 freguesias. O município é limitado a norte pelo município de Boticas, a leste por Vila Pouca de Aguiar, a sul por Vila Real, a sudoeste por Mondim de Basto e a oeste por Cabeceiras de Basto.

Dominado pela bacia hidrográfica do Tâmega, no seu curso médio, o concelho de Ribeira de Pena possui uma grande riqueza e variedade paisagística. Os vales profundos definidos pelo Tâmega e pelos seus afluentes, viçosos no seu verde intenso, têm uma expressão agrícola, cultural e de povoamento tipicamente minhota. Acima da cota dos 400 metros , a norte e a sul, encostas alterosas penetram em maciços rochosos tipicamente transmontanos. A norte o Barroso, a sul o Alvão. Três marcas tão diferentes num território de 270 km2, que conferem ao concelho uma heterogeneidade única e a transformam numa atracção paisagística. Não é por acaso que alguns apaixonados pelas paisagens locais chamam a Ribeira de Pena a Sintra de Trás-os-Montes.

Freguesias

História

Integrada na Alta Idade Média nas Terras de Pena (ou de Penha, penhasco), o seu nome é assinalado pelo facto de estar situado numa zona de Ribeira, mais concretamente a ribeira do Tâmega, ao contrário do outro núcleo das Terras de Pena, alcandorada nos fraguedos do Alvão e então designada por Aguiar da Pena.

Recebeu o seu primeiro Foral das mãos de D. Afonso IV, foral outorgado em Tentúgal a 29 de Setembro de 1331. O segundo Foral foi-lhe conferido por D. Manuel II e correspondia então o seu território às paróquias do Salvador e de Santa Marinha, abrangendo ainda uma parte da actual freguesia de Santo Aleixo. D. Nuno Álvares Pereira, o Condestável, pelo seu casamento com D. Leonor Alvim, de Pedraça, possuiu diversas propriedades no concelho e a Quinta da Temporã figurou na doação a sua filha no casamento com o filho bastardo de D. João I, origem da Casa de Bragança.

Com sede no Lugar do Pelourinho, povoação da Venda Nova, o concelho esteve para ser extinto por ocasião da reforma administrativa levada a cabo no século XIX. Em 1853, através da anexação do antigo concelho de Cerva, manteve-se no novo mapa dos municípios, acrescentado das freguesias de Canedo e de Fiães do Tâmega, esta última mais tarde integrada no concelho de Boticas.

Ligações externas

Fotografias

Galeria dos nossos visitantes
As fotografias desta secção, em todos os artigos, são colocadas pelos nossos leitores. Os créditos poderão ser observados por clicar no rodapé em files e depois em info. As imagens poderão possuir direitos reservados. Mais informações aqui.

Sorry, no images found attached to this page.

Galeria Portuguese Eyes
As fotografias apresentadas abaixo são da autoria de Vítor Oliveira.

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"Ribeira de Pena","order":"dateAddedDesc"}}

Mapa

Adicione abaixo os seus comentários a este artigo

Comentários

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under GNU Free Documentation License.