Santa Luzia

Santa Luzia
Tavira



{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"santa-luzia-tavira","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}
anuncio100x60.png


Santa Luzia é uma freguesia portuguesa do concelho de Tavira, com 4,46 km² de área e 1.729 habitantes (2001). Densidade: 387,7 hab/km². Santa Luzia é considerada a capital do polvo.

Num cenário de luz e beleza ergue-se perante os azuis do céu e do mar, Santa Luzia, a freguesia mais pequena do concelho. Situada a cerca de 2 km de Tavira, esta vila carrega na sua essência os costumes e saberes das gentes do mar.

História

De acordo com os registos, Santa Luzia nasceu, em 1577, por iniciativa dos pescadores, quando estes edificaram uma ermida dedicada a uma santa com o mesmo nome, mártir siciliana e protectora dos que sofrem dos olhos. Santa Luzia tornou-se, assim, a padroeira da freguesia.

A história da vila esteve sempre ligada ao mar. Inicialmente através da pesca por xávegas e anzol e a partir de 1842, até meados do século XX, com o aparecimento da armação do Barril, por intermédio do copejo do atum. A partir de 1927, os pescadores começaram a dedicar-se à pesca do polvo com alcatruzes e covos, tal facto contribuiu para que, ainda, hoje, Santa Luzia seja considerada a “capital do polvo”. Anos mais tarde, mais concretamente, a 29 de Dezembro de 1984, esta povoação, anteriormente integrada na freguesia de Santiago, foi elevada a sede de freguesia, tendo-se tornado vila, em 1999.

Hoje, ainda de natureza piscatória, esta freguesia vive, também, da aposta no turismo. Designada como a “capital do polvo”, Santa Luzia proporciona a todos os seus visitantes verdadeiros momentos de harmonia e bem-estar. Aprecie a vida desta vila e as artes de pesca que convivem num ambiente de harmonia com o turismo e a hospitalidade dos santaluzienses.

Património

Património Histórico

Igreja Matriz

Datada do século XVI, a Igreja foi reconstruída, no século XX, com a ajuda da população.

Antiga Armação do Atum

Situada, na praia do Barril, a sua origem remonta ao ano de 1842. O seu estado de conservação é bom, tendo o espaço sido reconvertido numa área comercial com lojas, restaurantes, cafés, gelataria e bar. Próximo da armação é possível contemplar, ao longo do areal, um “cemitério de âncoras” que adorna a zona.

Espaços Naturais e de Lazer

Praia da Terra Estreita

Em direcção ao mar, mesmo em frente à povoação, vá até à Terra Estreita, em pleno Parque Natural da Ria Formosa, através de uma carreira regular de barcos. A empresa Experiance Marketing A Vida é Bela criou na Terra Estreita um novo conceito de praia: moderno e inovador. Esta é a única praia do país, onde o entretenimento não se resume aos desportos náuticos. Neste espaço de lazer e encanto é possível experienciar voos de balão cativo, massagens, ioga, cinema ao ar livre, jazz, passeios de veleiro, workshops de sushi, passeios ecológicos ao longo da Ria Formosa ou festas ao pôr-do-sol.

Praia do Barril

Já na direcção do Aldeamento Pedras d’El Rei visite a Praia do Barril, cujo acesso tem a peculiaridade de ser feito por um pequeno comboio ou por via pedestre.

Oliveira Bimilenária

De regresso à vila, siga em direcção à EN 125, passe o complexo turístico e à esquerda encontrará a imponente oliveira bimilenária, a qual foi classificada de interesse público em 1984. Esta árvore possui uma copa de 7,70 metros de altura e um diâmetro maior de 11,80 metros. Pensa-se ser originária da Mesopotâmia, tendo sido trazida para a Europa pelos Fenícios entrando no Algarve pela povoação de Balsa.

Artesãos e Artistas Plásticos

Para além de simpáticos e hospitaleiros, alguns dos habitantes desta freguesia transmitem a sua criatividade não só através da culinária, mas também por intermédio de outras artes. Descobri-las será uma boa forma de conhecer um pouco mais as características desta freguesia, as quais se reflectem no artesanato e nas artes plásticas.

Cerâmica Capelo

Sofia Capelo (ceramista) e Vítor Santos (designer de cerâmica) vendem e expõem os seus trabalhos na loja “Cerâmica Capelo”. Aqui podem adquirir-se miniaturas de alcatruzes em barro, relógios, fruteiras, taças, animais marinhos estilizados e outras peças decorativas em grés ou em barro.

Miniaturas de Barcos Tradicionais

João Nunes, mais conhecido por João da Bela, ocupa os seus tempos livres fazendo miniaturas de barcos. Inicialmente utilizava cortiça, hoje prefere o uso de poliestireno estrugido (placas de isolamento térmico utilizadas na construção civil).

Decoração

Raul Gomes (decorador) vive, em Santa Luzia, há cerca de três anos. Dedicou-se, desde cedo, a pintar quadros e painéis, utilizando para o efeito motivos da pesca e do mar. Quando veio para esta vila aplicou a sua arte em artigos de cerâmica (pratos, telhas,…) e na decoração de espaços (bares, restaurantes e casas).

Pintura e Artes Plásticas

Carlos José da Fonseca Martins (pintor) tem obra dispersa um pouco por toda a Europa e Estados Unidos da América. Expõe, frequentemente, lá fora, mas trabalha na sua terra: Santa Luzia.

João Manuel da Fonseca Martins (Artista Plástico) é autor de vários logótipos, bem como de esculturas.

Ligações externas

Fotografias

Galeria dos nossos visitantes
As fotografias desta secção, em todos os artigos, são colocadas pelos nossos leitores. Os créditos poderão ser observados por clicar no rodapé em files e depois em info. As imagens poderão possuir direitos reservados. Mais informações aqui.

Sorry, no images found attached to this page.

Galeria Portuguese Eyes
As fotografias apresentadas abaixo são da autoria de Vítor Oliveira.

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"Santa Luzia","order":"dateAddedDesc"}}

Mapa

Adicione abaixo os seus comentários a este artigo

Comentários

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under GNU Free Documentation License.