Sé (Funchal)

Sé (Funchal)
Funchal

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"se-funchal","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}
{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"funchal","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}
anuncio100x60.png

FNC-se.png

é uma freguesia portuguesa do concelho do Funchal, com 3,67 km² de área e 2.148 habitantes (2001). Densidade: 585,3 hab/km².

É a freguesia mais central da cidade. Evidencia-se pela magnífica Catedral que embeleza toda a baixa da capital, com o seu estilo manuelino. A freguesia da Sé, embora tenha habitações, sobressai por ser uma zona por excelência do comércio tradicional.

História

A freguesia da Sé, inicialmente conhecida por Santa Maria Maior, foi a sucessora da primeira freguesia do Funchal, instalada com a chegada dos primeiros povoadores. O rei D. Manuel havia acedido a um pedido dos habitantes para a construção de uma igreja maior, dado que a pequena igreja construída junto ao calhau da praia, era já muito acanhada para a população. O rei aproveitou então para reformular a vila, oferecendo o antigo “Campo do Duque” para a construção de um centro político e administrativo, demarcado em 1486, onde deveriam ser levantados os Paços do Concelho, uma igreja grande e, num largo entre essas duas construção, uma picota, ou pelourinho, símbolo do poder municipal. O pelourinho veio logo no ano de 1486, mas foi colocado junto a Nossa Senhora do Calhau, nunca chegando a ser posto no local inicialmente determinado por D. Manuel.

A população, no entanto, assustou-se com o enorme projecto enviado de Lisboa e houve alguma dificuldade em levar a obra adiante. A construção arrancou definitivamente em 1500, sob a orientação do novo vigário frei Nuno Cão, e estava quase pronta em 1508, quando foram benzidas as paredes. Procedeu-se à transferência da freguesia e no mesmo ano a vila do Funchal foi elevada a cidade. Em breve, a igreja grande era acabada para sé, sede do bispado dos descobrimentos portugueses, instituído em 1514, passando o vigário frei Nuno Cão a deão da nova Sé.

Em 1558, dado o crescimento da cidade, era reinstalada a freguesia de Santa Maria Maior, com os terrenos para Oriente da Ribeira de João Gomes, quase como a conhecemos hoje. Progressivamente, com o aumento da população, foram sendo criadas outras freguesias dentro dos terrenos da inicial freguesia da Sé, o que nem sempre agradou ao cabido, como aconteceu em 1566 quando foi instalada a freguesia de São Pedro, cuja duração foi efémera. Mas as dimensões da cidade e a sua população não paravam de aumentar. Consequentemente foram criadas as freguesias rurais de São Roque (Funchal) e São Martinho (Funchal) e reinstalada a de São Pedro (Funchal). Mais tarde haveria de surgir a freguesia de Santa Luzia (Funchal), e assim sucessivamente.

Património

Fotografias

Galeria dos nossos visitantes
As fotografias desta secção, em todos os artigos, são colocadas pelos nossos leitores. Os créditos poderão ser observados por clicar no rodapé em files e depois em info. As imagens poderão possuir direitos reservados. Mais informações aqui.

Sorry, we couldn't find any images attached to this page.

Galeria Portuguese Eyes
As fotografias apresentadas abaixo são da autoria de Vítor Oliveira.

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"S\u00e9 (Funchal)","order":"dateAddedDesc"}}

Fotografias da região

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"Funchal, funchal s\u00e9, -S\u00e9 (Funchal)","order":"dateAddedDesc"}}

Mapa

Artigos relacionados

Artigos com a mesma raiz:

Artigos subordinados a este (caso existam):

Adicione abaixo os seus comentários a este artigo

Comentários

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under GNU Free Documentation License.