Sebal

Sebal
Condeixa-a-Nova



{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"sebal","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}
anuncio100x60.png


Sebal é uma freguesia portuguesa do concelho de Condeixa-a-Nova, com 16,68 km² de área e 1.793 habitantes (2001). Densidade: 107,5 hab/km². O orago da freguesia é São Pedro.

A Freguesia de Sebal encontra-se localizada na faixa litoral da região centro do país, a uma altitude de 46 metros. Dista cerca de três quilómetros da sua sede concelhia e cerca de dezasseis quilómetros de Coimbra. Em termos de localização no território português, encontra-se a cento e noventa e cinco quilómetros a Norte de Lisboa, a cento e vinte quilómetros a Sul do Porto (distâncias aproximadas), a sudoeste de Coimbra e a Oeste de Condeixa-a-Nova. Confina a norte, com a freguesia de Anobra, a Sul, com a Ega, a Este com Condeixa-a-Nova e com o concelho de Coimbra e, finalmente, a Oeste com a freguesia de Belide e o concelho de Montemor-o-Velho.

Localidades

Além de Sebal, são vários os lugares que a constituem e que se apresentam sob os nomes de:

  • Venda da Luísa
  • Sebal Pequeno
  • Rapoila
  • Palhagões
  • Ribeira
  • Fornos de Castel
  • Casal da Estrada
  • Cartaxa
  • Casal do Espírito Santo
  • Ródão
  • Moinho da Palha
  • Avenal
  • Sobreiro
  • Casal do Paraíso

Toponímia

A grafia do topónimo desta freguesia sofreu várias alterações ao longo dos séculos, apresentando as seguintes: “Senabal” (em 1149), “Sinapalis” e “ “Sinapale” (em documentos dos séculos XII e XIII), “Senabal”, “Seabal” e “Seball” (no “Catálogo de Todas as Igrejas e Comendas”).

Quanto à sua origem, na obra “Toponímia de Coimbra e Arredores” surge a indicação de que o seu topónimo derivará de “sinapi”, o nome latino da mostardeira, que facilmente resultou em Sebal (mostardal), que significa sítio onde crescem mostardeiras. No entanto, há também uma lenda relacionada com a etimologia do nome da freguesia. Segundo a lenda, relacionada com a Igreja Matriz, esta foi construída pelos mouros numa só noite. Este facto levou a que a sua torre ficasse virada para nascente, ao contrário de todas as outras, cuja torre se encontrava virada para Sul, do lado oposto ao altar-mor. Um belo dia, apareceu um Bispo que fez o seguinte comentário:

- Esta vale uma Sé!
Ao que recebeu resposta imediata:
-Ai! Se val!

E foi assim que, com o decorrer dos tempos, a freguesia se passou a denominar Sebal.

História

Pensa-se que a ocupação da actual freguesia de Sebal remonta ao período da civilização romana, tendo sido encontrados na sua área vários vestígios daquela época, nomeadamente uma construção acastelada que teria a função de vigia e várias moedas.

Em 1149 surge a primeira referência a Sebal, sendo em 1240 já referida como paróquia. Faz-se menção ao seu julgado num documento de 1514, sendo o seu juiz de novo citado em 1647. Em 1649 o lugar já é referido como sendo um concelho de pequenas dimensões que acabou por ser extinto no século XIX. A freguesia de Sebal foi um das grandes vítimas da Invasão Francesa, tendo-se perdido muitas vidas e fazendas.

Como curiosidade refira-se que Sebal foi dos primeiros lugares a criar a sua Casa do Povo, a 7 de Maio de 1934.

Ligações externas

Fotografias

Galeria dos nossos visitantes
As fotografias desta secção, em todos os artigos, são colocadas pelos nossos leitores. Os créditos poderão ser observados por clicar no rodapé em files e depois em info. As imagens poderão possuir direitos reservados. Mais informações aqui.

Sorry, no images found attached to this page.

Galeria Portuguese Eyes
As fotografias apresentadas abaixo são da autoria de Vítor Oliveira.

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"Sebal","order":"dateAddedDesc"}}

Mapa

Artigos relacionados

Artigos com a mesma raiz:

Artigos subordinados a este (caso existam):

Adicione abaixo os seus comentários a este artigo

Comentários

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under GNU Free Documentation License.