Sesimbra

Sesimbra
Sub-região Península de Setúbal



{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"sesimbra","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}

Foto de Vítor Oliveira

Lista de Municípios Portugueses

anuncio100x60.png


Sesimbra é uma vila portuguesa pertencente ao Distrito de Setúbal, região Lisboa e sub-região Península de Setúbal, com cerca de 5.800 habitantes (2001). É sede de um município com 194,98 km² de área e 37.567 habitantes (2001).

O município é limitado a norte pelos municípios de Almada e do Seixal, a nordeste pelo Barreiro, a leste por Setúbal e a sul e a oeste tem litoral no oceano Atlântico. A foz do rio Sado, a serra da Arrábida,o cabo Espichel e lagoa de Albufeira fazem parte da paisagem natural de Sesimbra. A terceira freguesia do municipio, designada por Quinta do Conde, tem igualmente o estatuto de vila (homónima).

Freguesias

Caracterização

O concelho de Sesimbra situa-se no sudoeste da Península de Setúbal, possui uma área de 194,98 quilómetros quadrados e integra a Área Metropolitana de Lisboa. É limitado a norte pelos municípios de Almada e Seixal, a nordeste pelo Barreiro, a leste por Setúbal e a Sul Oeste pelo Oceano Atlântico. A sua linha de costa, com múltiplas paisagens, estende-se desde a Lagoa de Albufeira até à Serra da Arrábida.

Do ponto de vista orográfico identificam-se três zonas:

Zona de vale ou várzea, que compreende as terras baixas da lagoa de Albufeira, vales da Apostiça, Brava, Ferraria, Aiana, Amieira, Lage e Torrões; esta zona tem uma altitude máxima de 50 metros (na ribeira da Pateira) e uma mínima de 6 metros, (nas margens da Lagoa de Albufeira).

Zona de serra ou acidentada, que é definida por uma faixa, relativamente estreita, que corre paralelamente à costa sul, estendendo-se desde a ponta do Cabo Espichel, a poente, até ao limite nascente do concelho, na Serra da Arrábida; a altitude máxima desta zona encontra-se no Píncaro (380 m), e a mínima nas praias arenosas do litoral.

Zona plana, abrangendo a restante área do concelho; eleva-se suavemente da costa de Alfarim para nascente, situando-se o ponto de cota máxima no limite a sul (Toguinho, com 145 m) e o de mínima nas praias do litoral.

A costa assume predominantemente a forma de falésia dificultando o acesso ao interior, com excepções que proporcionam pequenos ancoradouros correspondentes a vales e gargantas com encostas abruptas.

Demografia

Os Censos de 2001 revelaram importantes dinâmicas populacionais no concelho, tendo a população residente aumentado 38 por cento entre 1991 e 2001. Este aumento foi especialmente sentido na freguesia da Quinta do Conde, cuja população residente aumentou 108 por cento.

Na freguesia do Castelo ocorreu um acréscimo populacional de 27 por cento no mesmo período, enquanto que na freguesia de Santiago a população residente diminuiu em cerca de 21 por cento.

O número de alojamentos aumentou no concelho nos mesmos dez anos em 35,4 por cento. Este aumento repartiu-se da seguinte forma nas diversas freguesias:

  • Santiago 10,7 %
  • Castelo 19,5 %
  • Quinta do Conde 89,7 %

Para além do crescimento da freguesia da Quinta do Conde, estes números revelam o acréscimo de alojamentos de férias na vila de Sesimbra, dado o aumento total de alojamentos conjugado com a diminuição, já referida, da população residente. De facto, enquanto o total de alojamentos aumentou 10,7 por cento, os alojamentos de residência habitual sofreram uma diminuição de 8,7 por cento.

História

Em 15 de Agosto de 1201 foi concedido aos habitantes de Sesimbra a Carta de Foral, documento régio que aplica os direitos e deveres. Foi no reinado de D. Dinis, sexto rei de Portugal, que se criou a Póvoa de Ribeira de Sesimbra, pequena aldeia de pescadores, junto ao mar. A aldeia cresceu muito e tornou-se vila à época dos Descobrimentos. Sesimbra passou a ser um importante porto de construção naval e de abastecimentos de embarcações.

Heráldica

Brasão do século XVI

Origem reconhecida no século XVI. Águia pousada no castelo e um cão a fugir. Simboliza a lenda e história da conquista do Castelo de Sesimbra aos mouros pelo primeiro rei de Portugal. A águia representa o rei D. Afonso Henriques que, ao conquistar o castelo, local de pouso da águia, forçou os mouros a fugir, simbolizados pelo cão ou lebreu do deserto a olhar para trás.

Brasão do século XX

Origem reconhecida no século XX. Brasão encimado por quatro castelos identificadores do estatuto de concelho, com banda por debaixo com topónimo da sede de concelho. Brasão enquadrado em fundo cerize, representando a cor da Ordem Militar de Santiago, com um castelo que simboliza a primitiva povoação castelar. A memória muçulmana está retratada pelos crescentes sobre as torres laterais, e a posterior incorporação na Ordem Militar de Santiago representada pela cruz, no meio da torre maior do castelo. Todo conjunto tem como base as ondas verdes, que simbolizam os campos do concelho, e as ondas prateadas, que representam o mar.

Património

Edificado

  • Conjunto do Santuário de Nossa Senhora da Pedra Mua, Igreja de Nossa Senhora do Cabo, Ermida da Memória, Casa dos Círios, Santuário de Nossa Senhora da Pedra Mua, Cruzeiro, Casa da Água e Aqueduto no Cabo Espichel. Todo este conjunto na freguesia do Castelo.
  • Castelo de Sesimbra na freguesia do Castelo
  • Igreja de Nossa Senhora do Castelo na freguesia do Castelo
  • Forte de Santiago de Sesimbra ou Fortaleza de Santiago na freguesia de Santiago, junto à praia
  • Capela do Espírito Santo dos Mareantes na freguesia de Santiago
  • Hospital do Espírito Santo dos Mareantes na freguesia de Santiago
  • Casa do Bispo na freguesia de Santiago, na rua Antero de Quental
  • Igreja Matriz de Santiago na freguesia de Santiago
  • Museu do Mar, criado em 1987, localizado no Largo Luís de Camões, na freguesia de Santiago
  • Museu Municipal na freguesia de Santiago
  • A Cruz do Calvário
  • Pelourinho de Sesimbra na freguesia de Santiago
  • Capela da Santa Casa da Misericórdia de Sesimbra
  • Estação arqueológica da Lapa do Fumo ou Lapa do Fumo, na freguesia do Castelo
  • Monumento megalítico da Roça do Casal do Meio, na freguesia do Castelo

Natural

  • Gruta do Zambujal
  • Praia das Bicas (Meco)
  • Praia do Moinho de Baixo (Meco)
  • Praia da Foz (Meco)
  • Lagoa de Albufeira (Praia da)
  • Praia da Califórnia (Sesimbra)
  • Praia do Ouro (Sesimbra)

Festas e romarias

Feriado municipal

No dia 4 de Maio, feriado municipal, realizam-se as festas em Honra do Nosso Senhor Jesus das Chagas. No ano de 1534 a esposa de Henrique VIII, Rainha de Inglaterra, deu ordem para serem deitadas ao mar todas as imagens sagradas, devido às lutas religiosas tidas. Julga-se que terá sido este o início da lenda e da crença no Senhor Jesus das Chagas. Mas o mar tem das suas e, a imagem de Jesus crucificado, apareceu na praia de Sesimbra. O povo desde logo apadrinhou o Senhor Jesus das Chagas, como padroeiro dos pescadores e do povo de Sesimbra. Esta devoção está bem viva há mais de 500 anos, e os sesimbrenses prestam assim homenagem ao seu protector todos os anos a 4 de Maio.

Outros

A 31 de Maio, comemora-se o Dia do Pescador. Este evento festivo prolonga-se por vários dias com diversas iniciativas. Para acompanhá-las consulte a página de informações da Câmara Municipal. Ver ainda o Monumento ao Pescador.

Ligações externas

Fotografias

Galeria dos nossos visitantes
As fotografias desta secção, em todos os artigos, são colocadas pelos nossos leitores. Os créditos poderão ser observados por clicar no rodapé em files e depois em info. As imagens poderão possuir direitos reservados. Mais informações aqui.

Sorry, we couldn't find any images attached to this page.

Galeria Portuguese Eyes
As fotografias apresentadas abaixo são da autoria de Vítor Oliveira.

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"Sesimbra","order":"dateAddedDesc"}}

Mapa

Artigos relacionados

Artigos subordinados a este (caso existam):

Adicione abaixo os seus comentários a este artigo

Comentários

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under GNU Free Documentation License.