Solar de Bertiandos

Solar de Bertiandos
Bertiandos

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"solar-de-bertiandos","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}
{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"bertiandos","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}
anuncio100x60.png


O Solar de Bertiandos é um importante solar minhoto, situado na freguesia de Bertiandos, concelho de Ponte de Lima. É formado por dois corpos, em cada lado de uma torre do século XVI, sendo um deles mais antigo, com pedra de armas. A construção revela características maneiristas, apresentando uma imponente e nobre escadaria exterior. Já o seu interior revela o gosto setecentista, possuindo um rico espólio, nomeadamente na biblioteca. O conjunto arquitectónico é composto ainda por uma capela do século XVIII.

História

A fundação do solar remonta ao século XV e à família dos Pereiras. Em 1566 a viúva de D. Lopo Pereira, D. Inês Pinto, a quem se deve a construção da torre, instituiu no solar dois vínculos independentes: um, no corpo oriental do palácio de então, destinando ao filho mais velho; o outro, no corpo ocidental e na torre, entregue ao filho segundo. Os dois irmãos vieram depois a zangar-se, e durante mais de dois séculos os seus descendentes viveram sem contactos, realizando obras, como entenderam, nas partes respectivas do palácio.

Parece ser da primeira metade do século XVIII o edifício do lado poente, caracterizado pela sua estrutura horizontal e simétrica em que dois corpos com alpendres, de colunas maneiristas, flanqueiam o corpo central e brasonado, de duas janelas muito simples e balcão de grades de ferro. No piso inferior há um arco redondo sob cada um dos alpendres (arcos que dão para entradas do prédio), como há, sob o balcão do corpo central, dois arcos abatidos que abrigam janelas das lojas.

O edifício erguido a nascente é mais monumental e posterior, talvez do terceiro quartel de setecentos, mas de uma arquitectura também regional, sóbria e arcaizante. Na sua fachada nobre corre ao meio uma varanda de sete colunas toscanas debruada, em cima, por uma faixa transversal de ornatos salientes e, em baixo, pelas aberturas de uma porta e janelas. Dois torreões quadrangulares vigiam esta fachada, um em cada extremidade dela, com janelas nos muros e pirâmides nos telhados. É harmónico cada um dos edifícios, conjugando-se bem um em relação ao outro - mais baixo e recuado o do lado oeste. A torre quinhentista liga-os, ao fundo, recortada de merlões chanfrados.

Em 1792 as famílias desavindas das duas casas fizeram as pazes e uniram-se através de um casamento. A entrada principal passou a ser a escadaria do edifício de nascente, escadaria que se apoia numa arcada e se encosta a uma parede do torreão ocidental. Nesse mesmo torreão desperta curiosidade, numa das janelas do terceiro piso, a armação furada de seteiras posta no século XIX para defesa de eventuais salteadores.

Contrariamente ao que, em geral, sucede nas antigas residências senhoriais da Ribeira Lima, o Palácio de Bertiandos alberga nos seus aposentos um excelente espólio dos séculos XVII-XIX, no qual se contam peças de mobiliário e de armaria, pinturas, tapetes e louças. Magnífica é a livraria, com volumes e manuscritos antigos, a maioria conservando as encadernações primitivas. Na capela, construída no séculos XVIII na retaguarda do solar, vêem-se painéis de azulejos setecentistas de temas religiosos, alguns oriundos do demolido convento de Vale de Pereiras, de Arcozelo, também no concelho de Ponte de Lima, dentre outros, diversos elementos de valor artístico.

O pátio fronteiro aos dois edifícios do século XVIII chegava, antes da estrada o cortar, até ao rio Lima. Já fora da actual cerca do solar, ainda se mantém de pé um pombal de setecentos. E dentro da cerca eleva-se um velho marco miliário romano, do século III, que na segunda metade do século XVIII serviu de pelourinho (adornado de um capitel e de uma cruz de ferro), enquanto durou o breve concelho de Bertiandos.

Fotografias

Galeria dos nossos visitantes
As fotografias desta secção, em todos os artigos, são colocadas pelos nossos leitores. Os créditos poderão ser observados por clicar no rodapé em files e depois em info. As imagens poderão possuir direitos reservados. Mais informações aqui.

Sorry, we couldn't find any images attached to this page.

Galeria Portuguese Eyes
As fotografias apresentadas abaixo são da autoria de Vítor Oliveira.

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"Solar de Bertiandos","order":"dateAddedDesc"}}

Fotografias da região

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"Bertiandos, 87 bertiandos ponte-de-lima solar-de-bertiandos, -Solar de Bertiandos","order":"dateAddedDesc"}}

Mapa

Artigos relacionados

Artigos com a mesma raiz:

Artigos subordinados a este (caso existam):

Adicione abaixo os seus comentários a este artigo

Comentários

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under GNU Free Documentation License.