Turcifal

Turcifal
Torres Vedras



{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"turcifal","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}
anuncio100x60.png


Turcifal é uma freguesia portuguesa do concelho de Torres Vedras, Distrito de Lisboa, com 24,51 km² de área e 3.008 habitantes (2001). Densidade: 122,7 hab/km².

A sete quilómetros da sede do concelho, a freguesia de Turcifal é constituída pelos lugares de Freixofeira, Carvalhal, Melroeira, Casal Barbas, Almeirinhos, Aldeia da Serra, Cadriceira e Mugideira. Está situada na margem direita de um afluente do rio Sizandro.

História

A história de Turcifal inicia-se ainda antes da fundação da Nacionalidade. Além da arqueologia, a própria toponímia demonstra à evidência esse facto. Nomes como Chapoceira, Manjapão e Freixofeira são do tempo da Reconquista Cristã, mas Turcifal é de origem árabe. Embora, evidentemente, não signifique “terra repleta de turcos”, como dizia o povo ainda no século XVIII.

Em 1280, D. Dinis doou a sua irmã, D. Branca, a “quintã” de Manjapão, que mais tarde seria doada por ela ao Padre Pêro Vicente. É um dos primeiros documentos escritos sobre esta freguesia. Sabe-se também, através dele, que desde sempre a freguesia pertenceu ao termo de Torres Vedras.

Em termos eclesiásticos, esta freguesia foi um curato da apresentação do prior de Santa Maria do Castelo de Torres Vedras e depois vigararia. Em 1840, pertencia ao concelho de Torres Vedras. Passou depois ao da Azueira, extinto em 24 de Outubro de 1855. Regressou então, agora definitivamente, a Torres Vedras. Refere Pinho Leal que Turcifal chegou a ser sede de um pequeno concelho, mas nenhum elemento histórico confirma esta afirmação.

Em “Viagem a Portugal”, José Saramago refere-se longamente a esta freguesia. A qualidade e o sabor da prosa obrigam à citação do excerto que se segue:

"Foi o caso de no Turcifal ter visto o viajante uma altíssima igreja erguida sobre um terreiro a que por tesos lances de escadaria se chegaria, havendo boa perna. Buliu o avantajado edifício com a curiosidade do viajante, que se lançou ao habitual jogo da chave. (…) O viajante bateu uma vez, bateu duas vezes, e depois de bater três vezes entreabriu-se uma frincha zelosa, e uma cara de mulher velha apareceu, severa: “Que deseja?” Dá o viajante o seu habitual recado, veio de longe, anda a visitar, seria um grande favor, etc. Responde a frincha da porta: “Não estou autorizada. Não dou a chave. Vá pedir ao padre.” (…) Já pensa que no limiar da povoação fará o teatral gesto de sacudir a poeira das botas, mas então lembra-se do bom modo da primeira mulher, e vai ao padre. Pasmemos todos. A velha já lá está, em grandes demonstrações explicativas, de palavra e gesto, com a ama do padre, ou talvez parente. (…) E tudo vem a explicar-se. Esta pobre mulher, mostrando a igreja a visitantes, foi por duas vezes vítima de ataques. Uma das vezes até lhe deitaram as mãos ao pescoço, um horror. O viajante fora confundido."

Nos tempos mais recentes, a povoação tem-se desenvolvido significativamente, em grande parte devido aos excelentes acessos por auto-estrada A8. Nos últimos anos construíram-se vários aldeamentos residenciais, como o Campo Real - que possui um campo de golfe, centro hípico e futuramente um hotel da cadeia Westin - e a Quinta de Fez, também de carácter residencial.

Heráldica

Armas

Escudo de verde, arco sineiro de prata, rematado por uma cruz e com um sino de ouro; em chefe, dois cachos de uvas de púrpura, folhados d ouro e, em ponta, duas espigas de trigo de ouro, com os pés passados em aspa e atados de vermelho. Coroa mural de prata de quatro torres. Listel branco, com a legenda a negro em maiúsculas : "TURCIFAL".

Bandeira

Esquartelada de púrpura e branco, cordões e borlas de prata e púrpura. Haste e lança de ouro.

Património

Igreja de Santa Maria Madalena ou Igreja Matriz do Turcifal

A igreja paroquial de Turcifal é uma das melhores do distrito de Lisboa. Consagrada a Santa Maria Madalena, é de grandes dimensões, monumentais mesmo. A sua construção iniciou-se na primeira metade do século XVII, no local onde existia uma outra igreja. A esse antigo templo, pertenciam as lajes sepulcrais que actualmente se encontram na capela-mor. Pelo facto de ter demorado quase um século a ser concluída, a igreja apresenta na fachada influências de diversos estilos, nomeadamente o majestoso corpo e a torre sineira setecentista. O interior, de uma só nave, é espaçoso e muito iluminado. Tem quatro capelas laterais. A capela-mor, por seu turno, está decorada com azulejos seiscentistas. Contém um grande retábulo de talha, seiscentista, que parece ter sido da autoria de Bento Coelho da Silveira. A capela baptismal, para além de uma fonte quinhentista, possui uma pintura do Baptismo de Cristo, muito bela. Do resto do espólio, destaca-se uma imagem de Nossa Senhora das Dores, num dos altares laterais. Está sepultado neste templo Heitor Bernardes, um dos cavaleiros que acompanharam o infante D. Luís na expedição de Tunis.

Capela do Espírito Santo ou Capela do Senhor Morto

A capela do Espírito Santo, alpendrada, tem no seu interior uma pintura do Pentecostes, setecentista, da autoria de Diogo Teixeira.

Ermida de Nossa Senhora do Socorro

A ermida de Nossa Senhora do Socorro, no cimo da serra do mesmo nome, é de arquitectura gótico-manuelina. No interior, forram as paredes painéis de azulejos azuis e brancos com os Evangelistas. É coberta por uma abóbada de nervuras.

Outros edifícios

Do património edificado da freguesia, devem referir-se ainda algumas das suas propriedades senhoriais. A Quinta da Tapada, a Quinta dos Arneiros, a Quinta da Melroeira e várias outras que embelezam o Turcifal.

Colectividades

  • Grupo Desportivo da Casa do Povo de Turcifal
  • Associação de Socorros da Freguesia de Turcifal
  • Associação de Caçadores da Freguesia de Turcifal
  • Sporting Clube da Freixofeira
  • Carvalhal Atlético Clube
  • Grupo Desportivo Recreativo e Cultural da Melroeira
  • Associação Cultural e Desportiva da Mugideira
  • Associação Cultural Desportiva e Recreativa da Cadriceira
  • Unidos Futebol Clube da Aldeia da Serra
  • Centro de Convívio Recreativo e Cultural de Casal Barbas

Festas e Romarias

  • Senhor Jesus Morto - terceiro domingo de Julho
  • Senhora da Graça - 31 de Maio
  • Nossa Senhora da Conceição - 8 de Dezembro
  • Santa Marta - primeiro domingo de Agosto
  • Nossa Senhora da Nazaré - terceiro domingo de Setembro
  • Santa Iria - quarto domingo de Julho
  • Santa Bárbara - 15 de Agosto

Feiras

  • Feira do Mato - Último domingo de Agosto
  • Feira de Artesanato - Último domingo de Agosto

Ligações externas

Fotografias

Galeria dos nossos visitantes
As fotografias desta secção, em todos os artigos, são colocadas pelos nossos leitores. Os créditos poderão ser observados por clicar no rodapé em files e depois em info. As imagens poderão possuir direitos reservados. Mais informações aqui.

Sorry, we couldn't find any images attached to this page.

Galeria Portuguese Eyes
As fotografias apresentadas abaixo são da autoria de Vítor Oliveira.

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"Turcifal","order":"dateAddedDesc"}}

Mapa

Artigos relacionados

Artigos subordinados a este (caso existam):

Adicione abaixo os seus comentários a este artigo

Comentários

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under GNU Free Documentation License.