7 Maravilhas Naturais de Portugal®
Anuncio.jpg
logo7MNP200.png

New 7 Wonders Portugal®

Tudo começou com a criação da New 7 Wonders Foundation, com sede no Le Corbusier, em Zurique, pelo filantropo suíço Bernard Weber, que lançou a maior votação à escala planetária jamais realizada para eleger as "Novas 7 Maravilhas do Mundo®", em 07.07.2007. Partindo do conceito original criado por Bizâncio na Grécia Antiga, há mais de 2200 anos, quando foram estabelecidas as 7 Maravilhas, que funcionavam como roteiro turístico, a ideia de Bernard Weber consistia em envolver a população mundial numa campanha de divulgação do património construído pelo homem e com isso contribuir para a sua preservação.

Novas 7 Maravilhas do Mundo®

A eleição das “Novas 7 Maravilhas do Mundo®” em 2007 foi o primeiro exercício democrático a nível mundial, da história da Humanidade. Pela primeira vez todos os povos, de todos os países, de todos os continentes, se uniram para escolher algo em comum. Dessa gigantesca campanha a nível mundial foram eleitas as “Novas 7 Maravilhas do Mundo®”, a partir do Estádio da Luz, em 07.07.2007. Pela primeira vez foi criada uma “memória comum”: 7 coisas que todos devemos recordar e 7 símbolos de união que respeitam, honram e celebram a diversidade cultural do nosso planeta.

Com as “7 Maravilhas da Natureza®”, a realizar em 2011 a nível mundial, vai ser destacada e celebrada a beleza do nosso planeta. O mote do projecto, “se queremos salvar alguma coisa, primeiro precisamos de saber apreciá-la realmente”, reforça a mensagem de que a Natureza e a Biodiversidade são o grande património comum a todos os habitantes do Planeta Terra e devem ser preservados de forma consistente e urgente.

7 Maravilhas Naturais de Portugal®

A eleição das “7 Maravilhas Naturais de Portugal®” surge em antecipação à campanha mundial, para eleger as “Novas 7 Maravilhas da Natureza®” em 2011. É um projecto pioneiro, que coloca os olhos do mundo nas imensas belezas naturais de Portugal.

A eleição das “7 Maravilhas Naturais de Portugal®” pretende sensibilizar os portugueses para a necessidade de preservar o património natural do nosso país.

Porque 2010 é o Ano Internacional da Biodiversidade, este projecto vem reforçar um movimento ambientalista que cresce a nível global e pretende ser uma referência no contributo para a sustentabilidade ambiental no nosso país.

Serão consideradas “Maravilhas Naturais de Portugal”, os monumentos naturais em território nacional que contenham um ou mais aspectos de raridade ou representatividade em termos ecológicos, estéticos, científicos e culturais. Os nomeados serão organizados nas seguintes 7 categorias, que representam a diversidade paisagística de Portugal:

  1. Zonas Marinhas
  2. Grutas e Cavernas
  3. Praias e Falésias
  4. Florestas e Matas
  5. Grandes Relevos
  6. Zonas Protegidas
  7. Zonas Aquáticas não Marinhas

A New 7 Wonders Portugal® desenvolveu um levantamento exaustivo dos locais naturais a considerar para o processo de votação, lista que foi conhecida no início de 2010. Para chegar a uma short list de 77 locais naturais pré-finalistas foi criado um painel de 77 especialistas, representantes das várias áreas científicas e com representatividade geográfica nacional, convidados pela New 7 Wonders Portugal. Posteriormente um painel de 21 personalidades notáveis do nosso país irá escolher as 21 Maravilhas finalistas, as quais serão apresentadas para votação pública a 7 de Março de 2010.

Nesta lista de 21 Maravilhas finalistas terá que estar presente, no mínimo, um finalista de cada uma das sete regiões do país: Norte, Centro, Lisboa e Vale do Tejo, Alentejo, Algarve, Açores e Madeira. Desta forma, a New 7 Wonders Portugal® assegura a representatividade geográfica do país.

A votação, auditada pela PricewaterhouseCoopers, termina a 7 de Setembro de 2010 e as “7 Maravilhas Naturais de Portugal®” serão conhecidas no mesmo mês. As vencedoras serão apuradas pelo maior número de votos em cada categoria e não serão eleitas mais do que duas Maravilhas por região.

Comissário

António Vitorino foi o Comissário para as “Maravilhas de Origem Portuguesa no Mundo®”. A New 7 Wonders Portugal® continuará a contar com o prestigiado advogado, político e comentador na iniciativa “Maravilhas Naturais de Portugal®”.

Segundo António Vitorino, ser Comissário dos projectos da New 7 Wonders Portugal® é algo que:

“Enriquece pessoalmente. Não conhecia quase 2/3 dos edifícios construídos para o concurso anterior. E se eu não conhecia, que me considero minimamente informado, admito que a esmagadora maioria dos portugueses também não. Ajudar a dar visibilidade a essa realidade parece-me importante. É uma forma de conhecer o país. E há recantos que nós nem sonhamos.”

270 locais, 323 pré-candidaturas, 77 candidaturas

Duzentos e setenta locais do continente e regiões autónomas, relativos a 323 candidaturas, integraram a primeira lista de candidatos a “7 Maravilhas Naturais de Portugal®”, que ficou reduzida a 77 sítios em Fevereiro.

De acordo com a organização, o número de candidaturas foi superior ao número de locais escolhidos por autarquias e instituições da área do ambiente porque cada área pode concorrer em mais do que uma categoria. Em Janeiro, Luís Segadães, da promotora New 7 Wonders Portugal®, revelou que o Centro foi a região com mais candidaturas (69), seguido do Norte (56) e Lisboa e Vale do Tejo (47). Segundo o responsável, as três categorias com maior número de concorrentes são grandes relevos, praias e falésias e zonas protegidas, com respectivamente, 75, 73 e 69 possíveis escolhas. Existem ainda mais quatro categorias: zonas marinhas, grutas e cavernas, florestas e matas e zonas aquáticas não marinhas.

Um painel de 77 especialistas, representantes de várias áreas científicas e de todo o país,definiu até 07 de Fevereiro uma lista de 77 candidaturas (11 por categoria) e a 07 de Março serão revelados os 21 finalistas (três por categoria). Este último grupo, que será alvo de votação electrónica do público até Setembro, terá de incluir pelo menos um local de cada uma das sete regiões (Açores, Alentejo, Algarve, Centro, Lisboa e Vale do Tejo, Madeira e Norte) para assegurar a “representatividade geográfica do país”.

Conheça as 77 candidaturas, por categoria:

Grutas e Cavernas

Algar do Carvão
Recifes Fósseis e Galerias do Ilhéu da Cal
Gruta do Frade-Cabo Espichel
Furna do Enxofre
Grutas de Mira de Aire
Grutas de Alvados
Algar do Montoso
Grutas da Moeda
Gruta do Zambujal
Sistema Espeleológico do Dueça
Gruta do Algar do Pena

Florestas e Matas

Floresta Laurisilva
Zona Central das Flores
Reserva Natural da Serra da Malcata
Mata Nacional do Buçaco
Serra de Sintra
Serra do Caramulo
Montados de Sobro e de Azinho
Caldeira de Santa Bárbara
Montado de Sobro
Azevinhais da Serra Amarela
Pinhal de Bordalete

Grandes Relevos

Pulo do Lobo
Ponta de Sagres
Lagoa das Sete Cidades
Paisagem Vulcânica da Ilha do Pico
Vale Glaciar do Zêzere
Vulcão dos Capelinhos
Parque Natural da Arrábida
Caldeira do Faial
Serra de Marvão
Serra do Gerês
Cabo Girão

Zonas Marinhas

Portinho da Arrábida
Ria Formosa
Ilhas Selvagens
Ponta de Sagres
Arquipélago das Berlengas
Complexo Formigas e Recife Dolabarat
Cabo da Roca
Fontes Hidrotermais
Costa Sul do Pico
Costa Leste das Flores
Litoral Norte

Praias e Falésias

Fisgas de Ermelo
Falésias do Cabo Mondego
Praia de Odeceixe
Praia do Porto Santo
Praia da Arrifana
Praia da Zambujeira do Mar
Pontal da Carrapateira
Portinho da Arrábida
Costa NW do Corvo
Fajã da Caldeira de Santo Cristo e dos Cubres
Cabo Sardão

Zonas Aquáticas não Marinhas

Reserva Natural da Lagoa do Fogo
Portas de Ródão
Douro Internacional
Complexo Hídrico das Fajãs
Pulo do Lobo
Parque Natural Tejo Internacional
Lagoa das Sete Cidades
Vale do Guadiana
Vale do Côa
Estuário do Tejo
Ria de Alvor

Zonas Protegidas

Paisagem Protegida das Furnas
Reserva Natural da Lagoa do Fogo
Vale do Guadiana
Parque Natural da Serra da Estrela
Reserva Natural do Estuário do Tejo
Mata da Albergaria
Douro Internacional
Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina
Parque Natural Tejo Internacional
Parque Nacional da Peneda-Gerês
Floresta Laurisilva

Ligações externas

Adicione abaixo os seus comentários a este artigo

Comentários

diggFurldel.icio.usFacebook

Sorry, no match for the embedded content.
Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under GNU Free Documentation License.