Viana do Castelo

Viana do Castelo
Sub-região Minho Lima



{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"viana-do-castelo","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}

Foto de Vítor Oliveira

Lista de Municípios Portugueses

anuncio100x60.png


Viana do Castelo é uma cidade portuguesa, capital do Distrito de Viana do Castelo, na região Norte e sub-região Minho-Lima.

É sede de um município com 314,36 km² de área e cerca de 36.750 habitantes no seu núcleo urbano e 83 mil em todo o concelho, subdividido em quarenta freguesias. O município é limitado a norte pelo município de Caminha, a leste por Ponte de Lima, a sul por Barcelos e Esposende e a oeste tem litoral no Oceano Atlântico.

Viana do Castelo apresenta um quadro de contrastes, que inclui o mar, com praias de areia fina e dourada, o monte, que desenha o horizonte, e o rio Lima, que banha as tranquilas praias fluviais. São três os principais rios do concelho que correm paralelamente em direcção ao mar. A Norte está o rio Âncora, ao centro o rio Lima, e a sul o rio Neiva. Para estes rios correm diversos ribeiros que formam uma extensa zona de contínuas bacias hidrográficas essenciais para a manutenção do equilíbrio natural e ambiental. De entre estas destacam-se as ribeiras de Amonde, do Pego, de Cabanas, de Fornelos, de Portuzelo, de Santa Martinha, do Seixo, de Rio Tinto, da Silvareira, de São Simão, de Subportela, de Deão, de Anha e a dos Reis Magos.

Freguesias

Toponímia

Na explicação do topónimo "Viana" existem várias interpretações a ter em consideração. Alguns autores remontam a origem do étimo para "Biduana", por ter sido a nova cidade, construída em dois dias. Outros acreditam que o topónimo provém da existência de um templo de Diana que existia no local onde se desenvolveu a cidade. Outra possibilidade é que "Viana" proviria de uma alteração de "Vinha", latinismo de "Vinea". Já Pinho Leal supõe que a sua origem seria "Vi-Anna" ou "Vi-Ana", significando "rio do lago" ou "rio de Ana", com origens linguísticas gregas ou púnicas. Contudo, o mais certo é o topónimo provir do ibérico, com o sentido de "monte". Quanto ao topónimo composto "Viana do Castelo", este surgiu em 1848, aquando da elevação a cidade por D. Maria II, sendo o elemento "Castelo" uma homenagem à resistência que a guarnição do seu castelo teve durante o cerco que lhe fez a Junta do Porto, aquando do movimento revolucionário chamado "Maria da Fonte".

História

Existem testemunhos do povoamento do território a que hoje corresponde o concelho de Viana do Castelo já desde os tempos do Paleolítico até Idade do Bronze. Contudo, pode considerar-se como seu antepassado remoto a citânia de Santa Luzia, situada no alto do monte do mesmo nome, tratando-se de uma povoação castreja que sentiu as influências da romanização e ainda era habitada no século IV da nossa era. O castro de Santa Luzia foi explorado por diversos arqueólogos e estudiosos, o que deu azo a várias interpretações sobre a sua ascendência, ocupação e principalmente a sua ligação com a fundação e origem do topónimo "Viana". Do primitivo castro teriam origem os povos que posteriormente ocuparam os castros de Perre e Areosa, situados na base do monte.

No sítio chamado "Vila de Figueiredo", ainda em 1930, existiam alicerces de um grupo de casotas circulares, de tipo castrejo, onde foram encontradas alguma tégulas (o local encontra-se actualmente incluído no lugar da Povoença, freguesia de Areosa). Terá sido a "Vila de Figueiredo" a origem de um núcleo de povoações, na qual estava incluída a paróquia medieval de "Santa Maria de Vínea", também chamada de "Vinha", futura vila de Viana do Castelo e que terá dado origem ao seu topónimo.

Por altura da reconquista eram três mosteiros que sustentavam a vida social e religiosa da região: o de São Salvador da Torre, o de São Cláudio (Nogueira) e do de São Romão do Neiva, sendo a partir destes mosteiros que se começou a assistir ao ressurgimento e aparecimento de várias paróquias.

A vila de Viana foi criada em 1258 por foral emitido pelo quinto rei de Portugal, D. Afonso III (1245-1279), sendo o principal objectivo deste foral criar um aglomerado urbano, de expressão mercantil marítima e piscatória, junto à foz do Lima. No fundo, tratava-se de criar uma nova povoação dispersa pelas quatro "vilas" existentes no redor e centralizar no município a administração e, eventualmente, a defesa do termo concelhio. Na Carta de Foral de fundação do município, em 18 de Junho de 1258, Afonso III registou a sua vontade de criar uma póvoa no lugar do Átrio, na foz do rio Lima, “…impono nomen Vianna”. Ao mesmo tempo, lançou as bases do desenvolvimento da vila de Viana que demonstrou ter uma forte vocação para o comércio marítimo, actividade que fez da povoação um dos portos mais movimentados do país.

Transcrição do Primeiro Foral:

"(…) In Christi nomine et eius gratia quoniam labilis est hominum memoria inventum fuit scripture remedium ut facta mortalium firma fierint et ad posteros eorum testimonio servarentur hinc est quod ego Alfonsus Dei gratia Rex Portugaliae et Comes Bolone una cum uxore meã Regina domna Beatrice Il/lustris Regis Castelle et Legionis filia [et filio nostro infante domno Dionisio et filia nostra infantissa domna Blanca] volo facere populam in loco qui dicitur Atrium in fosse Limie, cui popule de novo impono nomen Viana (…)"

Em Português actual:

"(…) Em nome de Cristo e da sua graça. Porque é instável a memória dos homens, encontrou-se o remédio da escrita, para que os actos dos mortais se tornassem firmes e chegassem ao conhecimento dos vindouros. Por isso é que eu, Afonso, por graça de Deus Rei de Portugal e Conde de Bolonha, juntamente com minha esposa, Rainha D. Beatriz, filha do ilustre Rei de Castela e Leão, [e o nosso filho infante D. Dinis e a nossa filha infanta D. Branca], quero fazer uma Póvoa, no lugar chamado Átrio, na foz do Lima, à qual de novo imponho o nome de Viana. (…)"

D. Manuel II atribuiu novo foral a Viana em 1512 e mais tarde, em 1848, D. Maria II elevou Viana a cidade, passando-se então a chamar "Viana do Castelo".

Actualmente, Viana do Castelo recorda orgulhosamente o seu passado e afirma-se no contexto regional e nacional como uma cidade com esperançoso futuro, alicerçado no singular processo de qualificação urbana e ambiental que tem desenvolvido.

Demografia e Economia

Viana do Castelo, cidade capital do distrito mais a norte de Portugal, está localizada junto à foz do Rio Lima, em cujo estuário se situa um movimentado porto de mar com cais comercial, uma doca pesqueira e três marinas para barcos de recreio e pesca desportiva. Com 314 quilómetros quadrados de área, o Município tem 91 mil habitantes, dos quais 40 mil residem na cidade que, sendo servida pelas auto-estradas A27 e A28, dista apenas vinte minutos da vizinha Galiza e trinta minutos do Aeroporto Sá Carneiro, no Porto.

Ao notável património edificado ao longo de sete séculos e meio de história, ao Município acresce um rico e variado património natural, com destaque para as praias atlânticas - nove delas já distinguidas com o galardão Bandeira Azul e duas Praias Douradas - que se estendem por 24 quilómetros de costa. Assim, e pela sua localização privilegiada na foz do rio Lima, o Município desfruta de uma frente marítima que, nos últimos anos, tem vindo a ser substancialmente qualificada, tornando-se paulatinamente num dos principais pólos de atracção turística do concelho. Sendo também líder na indústria da construção naval em Portugal e estando a construir o maior cluster nacional de fabricação de geradores de energia eólica, Viana do Castelo tem quatro zonas de acolhimento empresarial com outras actividades industriais diversas.

Cultura e Desporto

No seu vigoroso movimento associativo, com mais de duzentas associações culturais, desportivas e de solidariedade, o município conta com 28 grupos etnográficos e 24 escolas de música, que preservam a música, a dança, os bordados e os trajes identificativos da cultura vianesa, há muito tempo considerados símbolos do próprio país.

Os desportos náuticos - remo, vela, canoagem e diversas modalidades de surf - são intensamente cultivados por seis clubes instalados nas margens do estuário do Lima, cujos associados se juntam a muitas centenas de praticantes nacionais e estrangeiros que, durante todo o ano, procuram as praias de Viana do Castelo.

Ambiente

Viana do Castelo integra também as Redes Portuguesa e Europeia das Cidades Saudáveis e foi, na última década, alvo de uma importante requalificação urbana e valorização ambiental. Neste âmbito, destaca-se a concretização do Programa Polis da cidade, criado em 2000 com o objectivo de melhorar a qualidade de vida dos habitantes através de um conjunto de intervenções urbanísticas e ambientais.

Viana do Castelo, tendo sido a primeira cidade portuguesa a desenvolver o Programa Polis, criou projectos e planos específicos de intervenção para áreas como o centro histórico e frente ribeirinha, criando, por exemplo, um parque da cidade e um conjunto de estruturas ambientais que devolveram a frente ribeirinha.

O Polis de Viana do Castelo permitiu intervir numa área de 157 hectares entre a frente ribeirinha, o Campo da Agonia e o Centro Histórico. Com estas intervenções, Viana do Castelo conseguiu sobretudo aumentar a frente de rio acessível em mais de três quilómetros, construindo novas centralidades, desenvolvendo actividades desportivas e de lazer (ecovias, áreas pedonais e de actividade desportivas) e, sobretudo, devolvendo a fruição do Rio Lima aos seus habitantes.

Património

  • Chafariz da Praça da República
  • Igreja de Santa Luzia
  • Forte de Santiago da Barra
  • Castelo de Portuzelo
  • Convento de São Francisco do Monte
  • Elevador de Santa Luzia
  • Ponte Eiffel

Ligações externas

Fotografias

Galeria dos nossos visitantes
As fotografias desta secção, em todos os artigos, são colocadas pelos nossos leitores. Os créditos poderão ser observados por clicar no rodapé em files e depois em info. As imagens poderão possuir direitos reservados. Mais informações aqui.

Sorry, we couldn't find any images attached to this page.

Galeria Portuguese Eyes
As fotografias apresentadas abaixo são da autoria de Vítor Oliveira.

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"Viana do Castelo","order":"dateAddedDesc"}}

Mapa

Adicione abaixo os seus comentários a este artigo

Comentários

Adicionar um Novo Comentário
Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under GNU Free Documentation License.