Zibreira

Zibreira
Torres Novas

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"zibreira","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}
{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"small","userName":"Portuguese_eyes","tags":"torres-novas","order":"interestingness-desc","perPage":"1","limitPages":"1"}}
anuncio100x60.png


Zibreira é uma vila portuguesa, sede de freguesia do concelho de Torres Novas, com 10,49 km² de área e 1.058 habitantes (2001). Densidade: 100,9 hab/km².

Esta é a freguesia mais bem localizada do concelho de Torres Novas, no distrito de Santarém, uma vez que é aqui que se localiza o nó da A1 (Auto-Estrada do Norte) com a A23 (Auto-Estrada da Beira Interior). É uma freguesia bastante industrializada, com o número de indústrias a aumentar, devido à sua localização. Pensa-se que a população desta freguesia poderá aumentar o seu número de habitantes para os dois mil, nos próximos 10 anos, devido principalmente ao factores da localização e industrialização.

Talvez instituída antes de 1758, Zibreira está situada nas proximidades da Serra D'Aire e o Arrife, numa elevada planície sobranceira ao rio Almonda, nome do rio que nasce na freguesia. Nele se escondem uma das maiores cavidades do País, as grutas do Almonda. Um outro elemento de paisagem dominante, é o olival e figueiral, quer associados ou não.

Localidades

Além Zibreira, nesta freguesia localizam-se ainda as aldeias de Almonda e Videla.

Toponímia

O topónimo de Zibreira, tem duas versões, ou de mata de Zimbros, árvores da família da pináceas, de cujos frutos se extrai a genebra, licor feito de aguardente e de bagas de zimbro, ou de Zebreira, local de abundância de zebras ou gamos. A opinião mais credível, segundo os entendidos nesta matéria, será a primeira.

Heráldica

Publicado no Diário da República, III Série de 12/07/1994.

Armas

Escudo de vermelho, uma asna virada, ondada de prata, carregada de duas coticas de azul e em chefe um besante de prata carregado de duas burelas de azul. Coroa mural de três torres de prata. Listel branco, com a legenda a negro, em maiúsculas: "ZIBREIRA".

Simbologia

A asna virada e ondada representa o rio Almonda, que atravessa a freguesia. O besante de prata carregado de duas coticas de azul representa a Fonte de São Sebastião, de tradições lendárias na freguesia e arredores.

Património

  • Gruta da Nascente do Almonda
  • Lapa da Bugalheira ou Lapa dos Coelhos na aldeia de Almonda
  • Igreja de São Sebastião
  • Capela de Almonda

Ligações externas

Fotografias

Galeria dos nossos visitantes
As fotografias desta secção, em todos os artigos, são colocadas pelos nossos leitores. Os créditos poderão ser observados por clicar no rodapé em files e depois em info. As imagens poderão possuir direitos reservados. Mais informações aqui.

Sorry, no images found attached to this page.

Galeria Portuguese Eyes
As fotografias apresentadas abaixo são da autoria de Vítor Oliveira.

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"Zibreira","order":"dateAddedDesc"}}

Fotografias da região

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"size":"thumbnail","userName":"Portuguese_eyes","tags":"Torres Novas, torres-novas zibreira, -Zibreira","order":"dateAddedDesc"}}

Mapa

Artigos relacionados

Artigos subordinados a este (caso existam):

Adicione abaixo os seus comentários a este artigo

Comentários

Adicionar um Novo Comentário
Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under GNU Free Documentation License.